Q54

Uma barragem possui um tubo de saída a 20 m de profundidade em relação ao espelho d’água. Desprezando-se as dimensões do tubo e considerando-se a massa específica da água como . . . → Abrir Q54

Q55

Uma tubulação abastece um reservatório de 30 m3 a uma taxa de 10 L/min. O tempo, em horas, necessário para encher completamente esse reservatório é

(A) 10 (B) 20 (C) . . . → Abrir Q55

Q26

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-mecanica-q26

A Figura acima ilustra dois bocais, um em escoamento subsônico e o outro em escoamento supersônico. Nos dois escoamentos, a velocidade V, a entalpia h, a pressão p e . . . → Abrir Q26

Q27

Na maioria das aplicações de engenharia, o escoamento em tubos circulares é considerado laminar se o número de Reynolds for menor do que N, e é considerado turbulento se o . . . → Abrir Q27

Q28

Uma equação dimensionalmente homogênea com sete variáveis pode ser reduzida a produtos adimensionais independentes, utilizando-se o teorema de Buckingham para termos pi. Se o número mínimo de dimensões básicas necessárias . . . → Abrir Q28

Q29

Para um determinado fluido com peso específico de 12.000 N/m3, uma diferença de pressão de 4.800 Pa corresponde a uma altura de carga, em metros, de

(A) 0,4 (B) 2,5 . . . → Abrir Q29

Q30

A viscosidade cinemática é uma grandeza que envolve somente

(A) força e tempo (B) força e comprimento (C) força e energia (D) comprimento e tempo (E) comprimento e energia

Ver . . . → Abrir Q30

Q49

A Análise Dimensional é um procedimento que permite a identificação de Grupos Adimensionais que são utilizados na orientação da realização de experimentos, visando a desenvolver correlações para a descrição de . . . → Abrir Q49

Q50

Um fluido real apresenta taxa de deformação desde que haja tensão cisalhante. A razão entre a tensão cisalhante aplicada e a correspondente taxa de deformação é uma propriedade importante na . . . → Abrir Q50

Q52

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-processamento-q52

No esboço a seguir, é mostrado um manômetro diferencial acoplado a duas tomadas de pressão (1 e 2), que têm entre elas um trecho reto de tubulação horizontal, de diâmetro . . . → Abrir Q52

Q53

No cálculo da perda de carga no escoamento através de uma tubulação, o fator de atrito é um parâmetro muito importante. Em determinado problema, o fator de atrito é calculado . . . → Abrir Q53

Q54

A curva de carga entre as superfícies de dois tanques abertos (cotas das superfícies iguais), unidos por uma tubulação horizontal de transporte de água com diâmetro constante, operando com altos . . . → Abrir Q54

Q55

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-processamento-q55

Deseja-se bombear uma determinada vazão de líquido incompressível no sistema, que tem diâmetro constante, mostrado no esboço abaixo. Para tal, dispõe-se de uma bomba, que pode ser instalada nas posições . . . → Abrir Q55

Q96 a Q100

A respeito das propriedades dos fluidos e da estática dos meios fluidos, julgue os itens a seguir.

96 A pressão aplicada em um ponto de um fluido em repouso é . . . → Abrir Q96 a Q100

Q101 a Q104

Acerca de escoamento incompressível não-viscoso e de análise dimensional, julgue os itens seguintes.

101 O raio hidráulico é a relação entre a área transversal do escoamento do fluido e a . . . → Abrir Q101 a Q104

Q105 a Q108

No que se refere à dinâmica do escoamento, à perda de carga, à execução de experimentos e ao escoamento compressível, julgue os itens subsequentes.

105 O coeficiente de perda distribuída . . . → Abrir Q105 a Q108

Q31 e Q32

As questões de nos 31 e 32 devem ser resolvidas considerando o enunciado a seguir.

Uma variação de pressão ΔP aplicada a um volume de fluido incompressível produz uma variação . . . → Abrir Q31 e Q32

Q33

engenheirodepetroleo_cesgranrio2014_q33

O elevador hidráulico mostrado na Figura abaixo deve elevar um corpo, cujo peso P é 1,6 kN, utilizando o princípio de Pascal.

Se o fluido é incompressível, e a . . . → Abrir Q33

Q34

Um reservatório de base retangular é preenchido com água até uma altura h. Se a pressão manométrica máxima suportada pela base do reservatório é de 25 kPa, a altura h máxima, . . . → Abrir Q34

Q35

engenheirodepetroleo_cesgranrio2014_q35

Uma tubulação alimenta de óleo duas derivações conforme mostrado na Figura abaixo.

Se a vazão de entrada é de 0,01 m3/s, e as áreas das derivações são iguais a . . . → Abrir Q35

Q26

engenheirodepetroleo_cespe2001_q26a

No transporte de líquidos e gases em dutos, os parâmetros físicos mais relevantes a serem considerados são a pressão, a velocidade de escoamento e a viscosidade. Considere o caso em . . . → Abrir Q26

Q28

engenheirodepetroleo_cespe2001_q28

Uma das formas de descrever o movimento de um fluido é descrever a trajetória das partículas que o compõem. Assim, considere um fluido em que a trajetória de cada partícula . . . → Abrir Q28

Q29

engenheirodepetroleo_cespe2001_q29

Plataformas de produção de petróleo são estruturas flutuantes destinadas a receber o petróleo de vários poços submarinos e transferi-lo a navios ou oleodutos. O equilíbrio dessas estruturas pode ser . . . → Abrir Q29

Q31

engenheirodepetroleo_cespe2001_q31

A figura ao lado apresenta a planta de uma tubulação de aço submetida ao fluxo de um fluido sob pressão, com vazão Q. Os trechos retilíneos são fixados ao . . . → Abrir Q31

Q64

especialista_anp_eng1_cesgranrio2008_q64

Um fluido em repouso é um meio considerado isótropo, relativamente à distribuição das pressões a que está sujeito. Havendo movimento, surgem forças tangenciais devido à viscosidade do fluido em questão. . . . → Abrir Q64

Q49

especialista_anp_eng1_cesgranrio2005_q49

As curvas mostradas na figura acima são curvas típicas de bombas centrífugas usadas na elevação de petróleo (BCS). A abscissa e as curvas X, Y e Z se referem, respectivamente, . . . → Abrir Q49

Q50

Óleo com uma massa específica de 800 kg/m3 deve ser elevado do fundo de um poço com profundidade de 3000m a uma vazão de 600 l/h . Assumindo escoamento incompressível . . . → Abrir Q50

Q52

O medidor de placa de orifício apresenta uma relação custo/benefício muito favorável e, por isso, é muito popular como medidor de vazão. Neste tipo de medidor, a vazão está teoricamente . . . → Abrir Q52

Q55

especialista_anp_eng1_cesgranrio2005_q55

Considere o manômetro conectado a uma tubulação, como mostra a figura. Sabendo que a densidade relativa do óleo é 0,83, a diferença de pressão entre os pontos 1 e . . . → Abrir Q55

Q56

especialista_anp_eng1_cesgranrio2005_q56

Um líquido incompressível de massa específica igual a 800 kg/m3 escoa pelo duto representado na figura com vazão de 10 litros/s. Admitindo o escoamento como invíscido e em regime . . . → Abrir Q56

Q32

O número de Reynolds, Re, é uma quantidade adimensional para um fluido em fluxo, obtida pela combinação (apenas usando potências do tipo 0, 1 ou −1) da viscosidade η, da . . . → Abrir Q32

Q36

engenheirodepetroleo_cesgranrio2012_q36

Um fluido incompressível e sem viscosidade é transportado por um tubo cilíndrico horizontal de raio R = 2,0 cm com a velocidade V = 3,0 m/s. A partir de um . . . → Abrir Q36

Q39

Um fluido de densidade dL = 1,0 x 103 kg/m3 e velocidade V = 10 m/s passa ao redor de uma esfera de raio R = 0,10 m. A ordem . . . → Abrir Q39

Q25

A viscosidade absoluta, também conhecida como viscosidade dinâmica, é uma propriedade física característica de um dado fluido. Analisando-se a influência da temperatura sobre a viscosidade absoluta de líquidos e gases, . . . → Abrir Q25

Q26

Viscosidade de fluidos é comumente expressa em centipoise, apesar de sua unidade no sistema internacional de unidades ser Pa.s. Sabendo-se que centipoise (cP) é a centésima parte do Poise (P) . . . → Abrir Q26

Q27

Considere que a pressão absoluta em dado ambiente é expressa em termos de pressão manométrica, caso a pressão do ambiente seja maior que a pressão atmosférica local, ou em termos . . . → Abrir Q27

Q28

Considere um fluido escoando em regime permanente, em uma tubulação, do ponto 1 ao ponto 2. Integrando-se a equação da conservação da quantidade de movimento (equação do movimento) entre esses . . . → Abrir Q28

Q29

engenheirodepetroleo_cesgranrio2011_q29

Se um fluido newtoniano incompressível escoa na tubulação acima, com diâmetros D1 e D2, então a(s) Dado: A temperatura do fluido se mantém constante.

(A) pressão no ponto 2 . . . → Abrir Q29

Q34

A viscosidade é uma propriedade dos fluidos relacionada a forças volumétricas de atrito interno que aparecem em um escoamento devido ao deslizamento das camadas fluidas, umas sobre as outras. Para . . . → Abrir Q34

Q37

Uma tubulação deve ser dimensionada para que possa transportar tanto gás natural como água com a mesma vazão mássica. Considerando-se que a temperatura e a pressão de escoamento não serão . . . → Abrir Q37

Q40

engenheirodepetroleo_cesgranrio2011_q40

A figura acima representa um sistema de escoamento, onde água é o fluido que escoa na vazão de 180 m3/h. Considere: • velocidade linear na tubulação horizontal: 5 m/s . . . → Abrir Q40

Q62

Sobre escoamento de fluidos em tubulações, é correto afirmar que:

(A) no escoamento monofásico horizontal em tubo liso, o gra diente de pressão devido à fricção deve ser desprezado. (B) . . . → Abrir Q62

Q69

engenheirodepetroleo_cesgranrio2005_q69

Na figura abaixo está representado um trecho de uma linha horizontal de diâmetro constante, onde um fluido incompressível escoa em regime permanente e temperatura constante. Há na linha dois manômetros . . . → Abrir Q69

Q102

O princípio de Pascal estabelece que as variações de pressão em um líquido incompressível e em repouso ou equilíbrio transmitem-se integralmente para todos os pontos do fluido. Com relação a . . . → Abrir Q102

Q140 a Q143

O estudo do escoamento em estruturas   é normalmente realizado em tanques experimentais, utilizando-se modelos reduzidos, submetidos a correntes e ondas equivalentes àquelas encontradas no oceano. Para que os dados de . . . → Abrir Q140 a Q143

Q144 a Q147

engenheirodepetroleo_cespe2004_q144a147

A figura acima ilustra uma instalação que utiliza um manômetro diferencial de coluna de mercúrio associado a um medidor B, para a medição da pressão no escoamento de ar . . . → Abrir Q144 a Q147

Q156 a Q160

engenheirodepetroleo_cespe2004_q156a160

O escoamento de um fluido em um sistema de despressurização de um tanque formado por um bocal convergente/divergente e uma tubulação é mostrado na figura acima. Considerando o escoamento . . . → Abrir Q156 a Q160

Q161 a Q164

Os escoamentos de fluidos em tubulações industriais envolvem perdas de carga devido ao atrito nas partes retas e perdas localizadas em válvulas ou conexões. Julgue os itens seguintes, acerca desse . . . → Abrir Q161 a Q164

Q165 a Q167

Os escoamentos de fluidos são formulados por meio das equações clássicas de conservação da massa, da quantidade de movimento e de energia. Essas equações são expressas na forma integral ou . . . → Abrir Q165 a Q167

Q55

engenheirodepetroleo_cesgranrio2008_q55

Uma comporta quadrada de 1 m x 1 m é posicionada a 1 m de profundidade, conforme mostrado na figura. Considerando que para a água   ρ=1.000 kg/m3 e fazendo . . . → Abrir Q55

Q57

engenheirodepetroleo_cesgranrio2008_q57

Uma caixa aberta de dimensões externas 1 m x 1 m x 1 m com fundo fechado flutua na água com 0,20 m de sua altura para fora da . . . → Abrir Q57

Q58

engenheirodepetroleo_cesgranrio2008_q58

Uma calha com seção quadrada de 1 m x 1 m alimenta um reservatório de 1 m3 em 1.000 s. Considerando que o perfil de velocidades do escoamento na . . . → Abrir Q58

Q99

A mecânica dos fluidos dedica-se ao estudo dos fluidos em movimento e em repouso, no contexto em que o material é idealizado como meio contínuo. Nesse sentido, as interações entre . . . → Abrir Q99

Q100

A maioria dos fenômenos da mecânica dos fluidos depende, de maneira complexa, de parâmetros da geometria e do escoamento. Por exemplo: a queda de pressão — Δp — em um . . . → Abrir Q100

Q101

engenheirodepetroleo_cespe2008_q101

Considere uma tubulação de seção uniforme através da qual a água escoe em regime permanente. Ligado a essa tubulação, encontra-se um manômetro, conforme ilustra a figura a seguir, que tem . . . → Abrir Q101

Q102

engenheirodepetroleo_cespe2008_q102

O equilíbrio e a estabilidade de corpos flutuantes é um dos temas aos quais se dedica a estática de fluidos. A situação ilustrada na figura abaixo mostra dois corpos — . . . → Abrir Q102

Q103

engenheirodepetroleo_cespe2008_q104

Um recipiente equipado com duas válvulas — A e B — e uma abertura de entrada — C — é montado sobre uma balança conforme ilustrado pela figura. A . . . → Abrir Q103

Q104

engenheirodepetroleo_cespe2008_q104

Um recipiente equipado com duas válvulas — A e B — e uma abertura de entrada — C — é montado sobre uma balança conforme ilustrado pela figura. A . . . → Abrir Q104

Q17

engenheirodepetroleo_cesgranrio2010_q17

A Figura 1 ilustra um recipiente fechado e completamente preenchido com um líquido. Sejam P1 e F1, respectivamente, a pressão e a força exercidas pelo líquido no fundo do . . . → Abrir Q17

Q56

engenheirodepetroleo_cesgranrio2010_q56

Uma pedra de massa 0,2 kg está em equilíbrio, totalmente submersa na água e parcialmente sustentada por um dinamômetro, que marca 1,5 N. Sabendo-se que a densidade da água . . . → Abrir Q56

Q66

engenheirodepetroleo_cesgranrio2010_q66

A figura acima ilustra um recipiente cilíndrico totalmente fechado, contendo gás e óleo. A, B e C são pontos no interior do recipiente, estando A no seu tampo, C . . . → Abrir Q66