Q56

No sistema de propulsão de um navio, constitui uma vantagem do hélice de passo variável quando comparado ao hélice de passo fixo a(o)

(A) possibilidade de inversão no sentido de . . . → Abrir Q56

Q57

Em relação aos tipos de instalações propulsoras de navios mercantes, analise as afirmativas a seguir.

I – A instalação propulsora com turbina a vapor é utilizada em navios de pequeno . . . → Abrir Q57

Q58

Um motor de combustão interna de 4 cilindros tem 10 cm de diâmetro de pistão e 12 cm de curso. Qual o valor aproximado da cilindrada desse motor em litros?

. . . → Abrir Q58

Q59

Um motor com 4 cilindros, de 2 litros, opera no ciclo Diesel de 4 tempos e produz 60 kW de potência a 1.500 rpm. Qual o valor aproximado da pressão . . . → Abrir Q59

Q60

A utilização do tanque de expansão no circuito fechado de resfriamento do motor diesel de combustão principal de um navio tem por objetivo

(A) aspirar da caixa de mar a . . . → Abrir Q60

Q61

petrobras-cesgranrio-2014-engenheiro-naval-q61

Num sistema de ar comprimido, as válvulas direcionais têm como objetivo orientar a direção que o fluxo de ar deve seguir, de modo a realizar um trabalho proposto.

Os . . . → Abrir Q61

Q62

A turbina a vapor de um ciclo Rankine ideal produz 2.880 kcal/h de potência. A diferença entre as entalpias na entrada e na saída da turbina é igual a 96 . . . → Abrir Q62

Q63

O dispositivo de combate a incêndio que possui uma válvula de três posições comandada por uma alavanca e dois orifícios de descarga, nas dimensões de 1 ½ polegada para água . . . → Abrir Q63

Q64

Relacione as nomenclaturas pertencentes ao sistema de amarração e fundeio de um navio, apresentadas na 2a coluna, com as suas respectivas definições, apresentadas na 1a coluna.

I – Aparelhos constituídos . . . → Abrir Q64

Q65

A dotação de equipamentos de segurança e salvatagem de um navio NÃO contempla a utilização de

(A) artefatos pirotécnicos (B) coletes salva-vidas (C) embarcação de sobrevivência (D) extintores de incêndio . . . → Abrir Q65

Q66

No método do caminho crítico, a trajetória que determina a duração de um projeto é denominada trajetória critica ou caminho crítico. PORQUE Caso haja um atraso em qualquer uma das . . . → Abrir Q66

Q67

Ao elaborarem seus requisitos de projeto, as Sociedades Classificadoras procuram agrupá-los em conjunto de regras levando em consideração

(A) o comprimento, o tipo e a área de navegação do navio. . . . → Abrir Q67

Q68

Em relação à metodologia da espiral de projeto de navios, analise as afirmativas a seguir.

I – Os requisitos do armador definem as características iniciais para a determinação de cada . . . → Abrir Q68

Q69

Um engenheiro naval, ao elaborar o arranjo geral de um navio, deve observar a sua interação com outros requisitos de projeto, EXCETO

(A) a curva de comprimento alagável (B) a . . . → Abrir Q69

Q70

Na determinação do deslocamento leve de um navio, deve-se computar o peso referente

(A) à água de lastro (B) à água doce de consumo (C) aos eixos propulsores (D) aos . . . → Abrir Q70

Q21

Um problema ambiental bastante difundido e discutido na comunidade científica é a destruição da camada de ozônio, devido à capacidade que essa camada possui de atenuar os efeitos das radiações . . . → Abrir Q21

Q22

As indústrias químicas, com destaque para as áreas de petróleo, gás e biocombustíveis, produzem impactos ambientais potenciais que devem ser atenuados e/ou eliminados. A incineração catalítica é uma das técnicas . . . → Abrir Q22

Q23

A elaboração do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e de seu respectivo Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) é uma importante etapa do processo de avaliação de impactos ambientais de atividades . . . → Abrir Q23

Q24

Para analisar os impactos ambientais de um projeto e de suas alternativas são necessários, dentre outros aspectos, a identificação e o estabelecimento das relações do tipo causa-condição-efeito. Corresponde a um . . . → Abrir Q24

Q25

Na avaliação de impactos ambientais de políticas, planos, programas ou projetos, uma das etapas importantes é a caracterização dos impactos ambientais, de modo a permitir a proposição de medidas mitigadoras . . . → Abrir Q25

Q26

petrobras-cesgranrio-2014-engenheiro-de-meio-ambiente-q26

Os métodos matemáticos são usados para estimar a população a ser abastecida no alcance do projeto nos estudos de concepção de sistemas públicos de abastecimento de água e de esgotamento . . . → Abrir Q26

Q27

No gerenciamento de resíduos sólidos, uma das alternativas de destinação final adequada é a reciclagem. Esta permite economia de materiais e de energia, além de prolongar a vida útil dos . . . → Abrir Q27

Q28

O Japão e alguns países europeus incineram a maior parte de seus resíduos urbanos. Uma vantagem dessa tecnologia de destinação final de resíduos é a(o)

(A) emissão aérea de dioxinas . . . → Abrir Q28

Q29

petrobras-cesgranrio-2014-engenheiro-de-meio-ambiente-q29

A remediação dos solos e das águas subterrâneas tem sido uma preocupação recorrente em centros urbanos que avançaram sobre distritos industriais desativados. As tecnologias de remediação buscam a remoção ou . . . → Abrir Q29

Q30

petrobras-cesgranrio-2014-engenheiro-de-meio-ambiente-q30

Observe o fluxograma da estação de tratamento de esgoto abaixo.

Analisando a Figura, conclui-se que a estação de esgoto

(A) trata os efluentes em nível primário. (B) tem implantado . . . → Abrir Q30

Q31

O poluente aéreo, que é um gás incolor, de forte odor, altamente solúvel em água, formando ácido sulforoso que provoca asfixia intensa e causa prejuízo aos humanos, fauna, flora e . . . → Abrir Q31

Q32

A Lei Federal no 12.187, de 29/12/2009, institui a Política Nacional sobre Mudança do Clima (PNMC) e dá outras providências. Para alcançar os objetivos da PNMC, o País adotará, como . . . → Abrir Q32

Q33

Para medição de poluentes do ar, podem ser usados amostradores passivos, ativos, automáticos e bioindicadores. Os amostradores automáticos utilizam princípios eletro-ópticos para fornecer medidas médias temporais de 30 ou de . . . → Abrir Q33

Q34

A Portaria MS no 2.914, de 12/12/2011, dispõe sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade. Nessa Portaria, . . . → Abrir Q34

Q35

petrobras-cesgranrio-2014-engenheiro-de-meio-ambiente-q35

A Resolução Conama 357/2005, alterada pela Resolução 410/2009 e pela 430/2011, é um dos instrumentos de controle da qualidade das águas, em nível federal, e dispõe sobre a classificação dos . . . → Abrir Q35

Q36

A Lei no 12.305, de 02/08/2010, regulamentada pelo Decreto no 7.404, de 23/12/2010, institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Segundo estes instrumentos legais, para atender às iniciativas de prevenção . . . → Abrir Q36

Q37

Lei no 12.651, de 25/05/2012, estabelece normas gerais sobre a proteção da vegetação, áreas de Preservação Permanente e as áreas de Reserva Legal; a exploração florestal, o suprimento de matéria-prima . . . → Abrir Q37

Q38

Segundo a OHSAS 18001:2007, um evento relacionado ao trabalho, no qual uma lesão ou doença, independentemente da gravidade, ou fatalidade, ocorreu ou poderia ter ocorrido é um

(A) incidente (B) . . . → Abrir Q38

Q39

O chumbo é um metal pesado e uma potente neurotoxina que pode danificar o sistema nervoso central, principalmente de crianças. Na implementação de um Sistema de Gestão de Segurança e . . . → Abrir Q39

Q40

A NBR ISO 14031:2004 estabelece diretrizes para a avaliação do desempenho ambiental do sistema gerencial e de seu relacionamento com o meio ambiente. Para realizar esse processo, são definidos indicadores . . . → Abrir Q40

Q41

petrobras-cesgranrio-2014-engenheiro-de-meio-ambiente-q41

Deseja-se que se obtenham informações referenciais, dentre as quais aquelas relativas às hipóteses acidentais, para a elaboração do Plano de Emergência Individual de um parque de tancagem que apresenta a . . . → Abrir Q41

Q42

Diversos sistemas e/ou equipamentos são utilizados nas refinarias de petróleo para a minimização dos impactos ambientais dos efluentes gerados em suas unidades de processo. Em uma refinaria, o sistema conhecido . . . → Abrir Q42

Q43

Os biocombustíveis, como o etanol e o biodiesel, apresentam determinadas vantagens ambientais quando comparados aos combustíveis derivados do petróleo. Nessa perspectiva, uma das vantagens ambientais de produção e uso dos . . . → Abrir Q43

Q44

Apesar das vantagens ambientais apresentadas pelo uso da energia eólica, quando comparada às fontes de energia não renováveis, a instalação de parques ou usinas eólicas demanda a avaliação prévia dos . . . → Abrir Q44

Q45

O despejo nos corpos receptores das águas usadas para resfriamento nas refinarias pode causar impactos decorrentes da elevação da temperatura da água, causando a chamada poluição térmica. O afundamento de . . . → Abrir Q45

Q46

Dentro da estrutura organizacional do Plano Nacional de Contingência para Incidentes de Poluição por Óleo em Águas sob Jurisdição Nacional – PNC, instituído pelo Decreto no 8.127, de 22 /10/2013, . . . → Abrir Q46

Q47

O conteúdo mínimo do Plano de Emergência Individual, conforme preconizado pela Resolução Conama no 398/2008, prevê, dentre outros aspectos, o detalhamento de todas as informações e procedimentos para resposta a . . . → Abrir Q47

Q48

O Decreto no 5.098, de 03/06/2004, que criou o Plano Nacional de Prevenção, Preparação e Resposta Rápida a Emergências Ambientais com Produtos Químicos Perigosos – P2R2, faz referência aos compromissos . . . → Abrir Q48

Q49

O Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) preconiza que a recuperação das Áreas de Preservação Permanente (APP) poderá ser feita pelo método de condução da regeneração natural de espécies nativas . . . → Abrir Q49

Q50

Uma das características importantes dos ecossistemas é o seu desenvolvimento dinâmico ao longo do tempo. O gradual processo de desenvolvimento de um ecossistema, desde sua fase inicial até a obtenção . . . → Abrir Q50

Q51

Na Ecologia, diversos são os termos e definições que ajudam a entender a interação entre os elementos que compõem os ecossistemas. Nesse sentido, o conjunto de seres vivos existentes numa . . . → Abrir Q51

Q52

Uma área de 849 milhões de hectares de terras – quase o tamanho do Brasil – pode ser perdida no mundo, até 2050, se as tendências atuais de uso insustentável . . . → Abrir Q52

Q53

A Mata Atlântica brasileira, um dos biomas mais ameaçados do mundo, é formada por um conjunto de ecossistemas que a ela conferem um alto índice de biodiversidade. Dentre os ecossistemas . . . → Abrir Q53

Q54

O ciclo biogeoquímico do nitrogênio é um dos mais importantes nos ecossistemas terrestres, uma vez que o nitrogênio desempenha um papel fundamental para a formação de proteínas e ácidos nucleicos . . . → Abrir Q54

Q55

A erosão pluvial é um dos principais processos causadores da degradação dos solos, sendo causada pela combinação de diversos fatores, sendo os principais: clima, tipo de solo, topografia, cobertura vegetal . . . → Abrir Q55

Q56

Com o advento da industrialização surgiu a preocupação com o gerenciamento de riscos, de modo a evitar que ocorram falhas ou eventos causadores de acidentes que atentem contra a segurança . . . → Abrir Q56

Q57

Quando os cenários acidentais ultrapassam os limites de uma instalação ou empreendimento de modo a afetar pessoas, as análises de riscos deverão calcular e apresentar esses riscos nas formas individual . . . → Abrir Q57

Q58

O Sistema Harmonizado Globalmente para a Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos, conhecido pela sigla GHS, objetiva a gestão segura dos produtos químicos por meio da padronização da comunicação dos . . . → Abrir Q58

Q59

petrobras-cesgranrio-2014-engenheiro-de-meio-ambiente-q59

Um dos objetivos do Sistema Harmonizado Globalmente para a Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos (GHS) é o estabelecimento de símbolos harmonizados de riscos e de outros elementos gráficos, incluindo . . . → Abrir Q59

Q60

petrobras-cesgranrio-2014-engenheiro-de-meio-ambiente-q60

Nas atividades de exploração de óleo e gás e nas refinarias de petróleo, diversas são as possibilidades de acidentes causados por eventos iniciais que podem ser potencializados em emergências maiores. . . . → Abrir Q60

Q61

petrobras-cesgranrio-2014-engenheiro-de-meio-ambiente-q61

A parcela do total precipitado que chega ao solo e não infiltra, por ação da gravidade escoa superficialmente ao longo das encostas em direção às calhas, formando rios, que desenvolvem . . . → Abrir Q61

Q62

Em seu planejamento ambiental, os cidadãos comuns e as empresas podem economizar energia e dinheiro, obtendo energia a partir de fontes naturalmente presentes em suas residências ou empresas. Deve ser . . . → Abrir Q62

Q63

petrobras-cesgranrio-2014-engenheiro-de-meio-ambiente-q63

Na classificação climática de Köppen-Geiger, as fronteiras entre regiões climáticas são definidas buscando as áreas de predominância de cada tipo de vegetação, pois esta parte do pressuposto de que a . . . → Abrir Q63

Q64

petrobras-cesgranrio-2014-engenheiro-de-meio-ambiente-q64

Limnologia é o estudo científico do conjunto das águas continentais do planeta, incluindo lagos, represas, rios e pântanos. As redes hidrográficas acham-se distribuídas em diversos padrões de drenagem. Tais padrões . . . → Abrir Q64

Q65

petrobras-cesgranrio-2014-engenheiro-de-meio-ambiente-q65

Petróleo é um composto formado pela transformação de matéria orgânica de origem animal e vegetal, continuamente depositada há milhões de anos no fundo de lagos e oceanos. Essa matéria orgânica . . . → Abrir Q65

Q66

petrobras-cesgranrio-2014-engenheiro-de-meio-ambiente-q66

Um padrão de lançamento ou degradação é um limite legal, geralmente um valor de carga ou concentração do poluente, que o Estado autoriza a empresa poluidora a lançar ou degradar. . . . → Abrir Q66

Q67

petrobras-cesgranrio-2014-engenheiro-de-meio-ambiente-q67

Os gráficos a seguir, elaborados a partir do Balanço Energético Nacional, mostram a oferta interna de energia elétrica brasileira nos anos de 2009 e 2012.

A partir da análise . . . → Abrir Q67

Q68

Desde a década de 1970, os derivados de petróleo respondem pelo maior percentual do consumo final de energia brasileira. Segundo o Balanço Energético Nacional 2013 (ano-base 2012), o consumo final . . . → Abrir Q68

Q69

Os métodos de valoração ambiental são separados didaticamente em métodos de função de produção e métodos de função de demanda. São métodos de função de produção os métodos

(A) da . . . → Abrir Q69

Q70

petrobras-cesgranrio-2014-engenheiro-de-meio-ambiente-q70

Existe uma estreita relação entre pobreza e degradação do meio ambiente, e, tradicionalmente, a pobreza é associada a fatores monetários, considerando-se pobres todos aqueles cuja renda é igual ou inferior . . . → Abrir Q70

Q21 a Q23

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-civil-q21-a-q23

Considere o croqui e os dados da estrutura isostática a seguir, para responder às questões de nos 21 a 23.

Dados R é uma rótula A, B, C, D, . . . → Abrir Q21 a Q23

Q24

Em uma determinada estrutura de concreto armado, houve a interrupção do concreto com a finalidade de reduzir tensões internas que pudessem resultar em impedimentos a qualquer tipo de movimentação da . . . → Abrir Q24

Q25

Segundo a NBR 6118:2014 (Projeto de estruturas de concreto – Procedimento), nos estados limites de serviço, estruturas com elementos lineares sujeitos a solicitações normais trabalham parcialmente no estádio I e . . . → Abrir Q25

Q26

As estruturas de concreto armado devem atender aos requisitos mínimos de qualidade, classificados em grupos pela NBR 6118:2014 (Projeto de estruturas de concreto – Procedimento). Dessa forma, os requisitos Capacidade . . . → Abrir Q26

Q27

Um engenheiro civil, no projeto de uma estrutura de aço, necessita dimensionar elementos estruturais de aço submetidos a ações estáticas. Nesse dimensionamento, foi necessário classificar as seções transversais em compactas, semicompactas . . . → Abrir Q27

Q28

No estudo da resistência e rigidez das contenções laterais em estruturas de aço, um pilar isolado pode ser contido ao longo do seu comprimento em

(A) apenas um ponto, por . . . → Abrir Q28

Q29

Uma das formas de verificar o desempenho das fundações é pelo monitoramento dos recalques medidos na estrutura. Segundo a NBR 6122:2010, Projeto e Execução de Fundações, em estruturas com altura . . . → Abrir Q29

Q30

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-civil-q30a

O croqui a seguir mostra, em planta baixa, a primeira fiada (F1) de uma alvenaria em “L” com abas de 70 cm. A lajota A tem dimensões 10 cm X . . . → Abrir Q30

Q31

No cálculo das ações nas fundações, segundo a NBR 6122:2010, Projeto e Execução de Fundações, têm-se, dentre outras ações, o peso próprio dos blocos de coroamento ou sapatas, ou, no . . . → Abrir Q31

Q32

De acordo com a NBR 6122:2010, Projeto e Execução de Fundações, considerando-se a estaca de maior diâmetro, a sequência executiva de estacas tipo raiz deve ser de tal forma que, . . . → Abrir Q32

Q33 e Q34

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-civil-q33-e-q34

Considere o croqui e as informações a seguir referentes ao perímetro externo de uma construção, para responder às questões de nos 33 e 34.

A construção representada no croqui . . . → Abrir Q33 e Q34

Q35

O engenheiro, ao estudar os critérios de projeto que visam à durabilidade de uma estrutura de concreto armado, sabe que a qualidade e a espessura do concreto do cobrimento da . . . → Abrir Q35

Q36

Nas estruturas de concreto armado, o efeito do tempo faz com que seja necessário estudar a fluência do concreto. Uma das parcelas dessa fluência é a deformação rápida que se . . . → Abrir Q36

Q37

No estudo da hidráulica, os condutos são classificados em abertos ou fechados e, em função da pressão que atua no conduto, o escoamento é classificado em forçado ou livre. As . . . → Abrir Q37

Q38

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-civil-q38

No estudo de perda de carga de determinado trecho de uma tubulação de distribuição de água em PVC com 30 metros de comprimento e 40 mm de diâmetro, constataram-se as . . . → Abrir Q38

Q39 e Q40

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-civil-q39-e-q40

As informações a seguir referem-se às questões de nos 39 e 40.

O croqui abaixo refere-se ao traçado do perfil de uma determinada via urbana, para a qual está sendo . . . → Abrir Q39 e Q40

Q41

O implemento denominado escarificador ou ripper, montado na parte traseira de um trator de esteiras, tem função auxiliar no(a)

(A) carregamento (B) transporte (C) descarga (D) escavação (E) compactação

Ver . . . → Abrir Q41

Q42

Um engenheiro foi chamado para analisar a situação em uma determinada obra que utiliza CPB-32, na qual uma parte do cimento estava armazenada em contêineres e outra, em sacos. Corretamente, . . . → Abrir Q42

Q43 e Q44

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-civil-q43-e-q44

Considere a treliça esquematizada e os dados a seguir para responder às questões de nos 43 e 44.

43 O nó I da estrutura recebe uma carga (em módulo) . . . → Abrir Q43 e Q44

Q45

Pedregulho com grãos compreendidos entre 20 mm e 60 mm é denominado

(A) matacão (B) pedregulho fino (C) pedregulho médio (D) pedregulho grosso (E) pedra de mão

Ver Solução

Gabarito: . . . → Abrir Q45

Q46

O controle de compactação de solos pelo método de Hilf é normatizado pela NBR 12.102:1991 (Solo – Controle de Compactação pelo Método de Hilf – Método de Ensaio). Nessa NBR, . . . → Abrir Q46

Q47 e Q48

Considere o enunciado a seguir para responder às questões de nos 47 e 48.

O engenheiro executará uma obra de terra preparando um terreno com aterro para uma edificação. As . . . → Abrir Q47 e Q48

Q49

A utilização de resíduos sólidos da construção civil como agregados reciclados é mais uma alternativa para dar aos resíduos um destino mais nobre. Dentro desta visão, considere as seguintes definições: . . . → Abrir Q49

Q50

Um trator de esteira com lâmina tipo bulldozer está preparado para

(A) carregar, transportar e descarregar materiais. (B) carregar, elevar e descarregar materiais. (C) escavar, elevar e descarregar materiais. (D) . . . → Abrir Q50

Q51 e Q52

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-civil-q51-e-q52b

Considere os dados a seguir para responder às questões de nos 51 e 52.

Uma obra com 10 pavimentos consumirá argamassas A1, A2 e A3 com as seguintes características:

- . . . → Abrir Q51 e Q52

Q53 e Q54

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-civil-q53-e-q54

Considere a parte da instalação sanitária de um banheiro, esquematizada, a seguir, para responder às questões nos 53 e 54.

53 A conexão indicada em P1 é denominada (A) . . . → Abrir Q53 e Q54

Q55

Na análise da viabilidade técnica para a implantação do edifício da sede de uma empresa, foi constatado que, de acordo com o estudo preliminar do projeto de arquitetura, haveria a . . . → Abrir Q55

Q56

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-civil-q56

A NBR 6118:2014 (Projeto de Estruturas de Concreto – Procedimento) estabelece que as tensões induzidas no concreto pelas ancoragens de protensão somente podem ser consideradas distribuídas na seção transversal do . . . → Abrir Q56

Q57

No projeto de uma ponte protendida, as cargas de protensão, o choque de um veículo rodoviário e o efeito dinâmico do movimento das águas são considerados, respectivamente, ações

(A) permanentes, . . . → Abrir Q57

Q58

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-civil-q58

No estudo das precipitações, a frequência é o número de vezes em que um determinado fenômeno de características iguais ocorre em um período de tempo. Para o cálculo da frequência, . . . → Abrir Q58

Q59

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-civil-q59

O setor de controle de qualidade de uma construtora estabeleceu índices de produtividade para os serviços a serem executados. Um determinado serviço, para o qual está prevista a produtividade mínima . . . → Abrir Q59

Q60

No projeto de uma rede de distribuição de água para abastecimento público, o engenheiro, respeitando a NBR 12218:1994 (Projeto de Rede de Distribuição de Água para Abastecimento Público), ao traçar . . . → Abrir Q60

Q61

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-civil-q61b

O esquema e as informações a seguir referem-se a 2 linhas de transporte de passageiros, com conexão nas estações E3 e E7 e com as entradas e saídas indicadas.

. . . → Abrir Q61

Q62

O engenheiro, de acordo com a NBR 12235:1992 (Armazenamento de Resíduos Sólidos), com objetivo de resguardar e proteger a saúde pública e o meio ambiente, ao projetar o armazenamento de . . . → Abrir Q62

Q63

No estudo do conforto térmico de uma edificação, é avaliado o calor que atravessa a parede externa utilizando-se o conceito de resistência térmica, isto é, considerando-se a oposição que os . . . → Abrir Q63