Q21

Um motor elétrico de indução trifásico está funcionando a plena carga, quando, em determinado momento, perde uma das fases de sua alimentação. Nessas condições, verifica-se que a

(A) potência desenvolvida . . . → Abrir Q21

Q22

Uma corrente elétrica de valor 400 A percorre um longo condutor sólido horizontal (Y) fixo. Acima desse e em paralelo, deseja-se colocar outro condutor sólido delgado (X) que pesa 0,025 . . . → Abrir Q22

Q23

Em uma petroquímica, é instalado um transformador com as seguintes características: potência aparente de 1.250 kVA; relação 13,8 – 0,48 kV; ligação do enrolamento primário em triângulo e do enrolamento . . . → Abrir Q23

Q24

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q24

As Figuras abaixo correspondem à designação de ligações e diagrama fasorial para um transformador trifásico.

Após analisar as Figuras, verifica-se que o deslocamento angular para esse equipamento, em graus, . . . → Abrir Q24

Q25

Um sistema trifásico, com sequência de fases ABC, possui dois wattímetros instalados (W1 e W2) alimentando uma carga equilibrada ligada em triângulo. A tensão de linha do sistema é de . . . → Abrir Q25

Q26

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q26

Uma fonte de tensão trifásica de sequência ABC está conectada em estrela e em equilíbrio. A tensão de linha vale VAB = 208 <-60°. Sabendo-se que as tensões de fase . . . → Abrir Q26

Q27

Em uma instalação, a alimentação das cargas constituídas por impedâncias Zab, Zbc, Zca é efetuada por um circuito trifásico com ligação a três condutores, com tensão de linha de 220 . . . → Abrir Q27

Q28

Um motor de indução trifásico com rotor em gaiola possui potência de 75 CV, IV polos, 440 V, fator de serviço 1,0, escorregamento 3%, rendimento a plena carga de 92% . . . → Abrir Q28

Q29

Os motores de indução polifásicos para aplicação geral, quaisquer que sejam seu regime e sua construção, devem ser capazes de suportar, durante 15 segundos, sem parada ou mudança brusca de . . . → Abrir Q29

Q30

Um motor shunt de potência 5 CV, 100 V, submetido a uma prova em laboratório, gira com rotação de 900 rpm, quando absorve uma corrente elétrica de 60 A a . . . → Abrir Q30

Q31

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q31

Na Figura abaixo, a frequência da f.e.m. induzida na bobina ab, quando esta gira no sentido horário, é de 60 ciclos/segundo, gerando uma potência elétrica igual a 60 HP.

. . . → Abrir Q31

Q32

Um gerador trifásico de 10 kVA e tensão 20 kV tem sua reatância subtransitória, em p.u., igual a 0,10. Esse gerador está integrado a um sistema cuja potência base é . . . → Abrir Q32

Q33

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q33

Na Figura acima, o gerador G alimenta uma carga pesada Z através de uma linha de transmissão. Um banco de capacitores conectado à barra de carga tem características nominais . . . → Abrir Q33

Q34

Para um sistema elétrico trifásico operando com carga desequilibrada, as correntes nas três fases sequência ( a – b – c ) são iguais a 20 <0° , 10 <60° . . . → Abrir Q34

Q35

Um gerador de 10 MVA, 2 kV, X(+) = X(-) e Xo = 0,10, ligado em estrela aterrado, opera em vazio, quando ocorre um curto-circuito direto fase terra, cujo valor . . . → Abrir Q35

Q36

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q36

A Figura acima representa a matriz impedância de barra (ZBUS), em p.u., de um sistema de potência com quatro barras, tomando-se como base os valores nominais do sistema.

Para . . . → Abrir Q36

Q37

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q37

A Figura abaixo representa um circuito.

Para que a resistência equivalente entre os pontos A e B seja igual a 1 ohm, o valor da constante k é (A) . . . → Abrir Q37

Q38

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q38a

A Figura abaixo representa o diagrama da impedância síncrona (por fase) de um alternador de polos não salientes, que caracteriza um determinado estado de funcionamento no qual a corrente de . . . → Abrir Q38

Q39

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q39

A Figura abaixo representa o circuito equivalente por fase de um alternador de rotor cilíndrico em condições normais de funcionamento.

Após a análise da Figura, verifica-se que, com relação . . . → Abrir Q39

Q40

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q40

A Figura abaixo representa um circuito operando no estado permanente de corrente contínua, em que, num determinado instante t = 0, a chave S se fecha.

Vo(t) e dVo(t)/dt . . . → Abrir Q40

Q41

A impedância longitudinal e a admitância transversal, ambas por unidade de comprimento, de uma linha de transmissão ideal são, respectivamente, j0,9 Ω/km e j6 × 10-6 S/km. O comprimento da . . . → Abrir Q41

Q42

Um engenheiro de uma concessionária de distribuição deseja calcular a queda de tensão em um alimentador trifásico em média tensão. Para isso, ele calculou a impedância série por fase da . . . → Abrir Q42

Q43

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q43

A Figura abaixo mostra o esquema de proteção diferencial de um transformador monofásico.

A relação de transformação do transformador de corrente conectado ao primário é RTCp = 200:5. Em . . . → Abrir Q43

Q44

Um relé de impedância é ajustado para proteger o equivalente a 80% de uma linha de transmissão, cuja impedância total é de 100 Ω. O relé é alimentado por um . . . → Abrir Q44

Q45

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q45

A Figura abaixo mostra um circuito trifásico composto por três fusíveis, duas contatoras, um relé térmico e um motor de indução trifásico.

O acionamento do motor pode ser feito pela . . . → Abrir Q45

Q46 e Q47

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q46-e-q47

Considere a Figura e as informações a seguir para responder às questões de nos 46 e 47.

A Figura acima apresenta o circuito para acionamento de três contatoras principais . . . → Abrir Q46 e Q47

Q48 e Q49

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q48-e-q49

Considere a Figura e as informações a seguir para responder às questões de nos 48 e 49.

A Figura acima mostra uma instalação elétrica de baixa tensão com três . . . → Abrir Q48 e Q49

Q50

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q50a

A Figura abaixo mostra a tela de um osciloscópio em uma bancada de testes. As escalas vertical e horizontal estão aí especificadas, assim como o ponto de referência da amplitude . . . → Abrir Q50

Q51

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q51a

A Figura abaixo mostra um circuito eletrônico.

Esse circuito é constituído de dois amplificadores operacionais considerados ideais, sendo que esse tipo de configuração ilustrado é usado na implementação de . . . → Abrir Q51

Q52

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q52a

Uma função de variáveis lógicas W = f (X,Y,Z) é assim definida com a soma de mintermos:

A expressão simplificada de W é

Ver Solução

Gabarito: D.

. . . → Abrir Q52

Q53

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q53

O circuito eletrônico e digital que opera a forma de onda da entrada para gerar a forma de onda da saída, de acordo com o que está exposto na . . . → Abrir Q53

Q54

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q54

A Figura abaixo mostra um circuito eletrônico, composto de um diodo de junção considerado ideal, que alimenta uma carga resistiva de 10 Ω.

Aplicando-se na entrada Vi a onda . . . → Abrir Q54

Q55

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q55

A fonte de alimentação regulada da Figura abaixo usa um transistor de junção NPN e um diodo zener, ambos considerados ideais. O zener serve para manter a tensão de referência, . . . → Abrir Q55

Q56 e Q57

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q56-e-57

Considere as informações a seguir para responder às questões de nos 56 e 57.

Considere uma tensão elétrica v(t), que tem a forma de onda temporal mostrada na Figura . . . → Abrir Q56 e Q57

Q58

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q58a

Um circuito elétrico tem seu modelo representado pela seguinte equação diferencial ordinária:

onde • vi(t)é o sinal da fonte de tensão na entrada do circuito, dado por vi(t) = . . . → Abrir Q58

Q59

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q59

Seja a matriz quadrada

Os autovalores dessa matriz são as raízes do seu polinômio característico, obtidos da relação det(λI-A)=0. Considerando-se que um de seus autovalores vale -1, a soma . . . → Abrir Q59

Q60

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q60

Considere a matriz

Sendo o determinante da matriz X igual a -30, qual é o valor do parâmetro λ? (A) 3 (B) 1 (C) 0 (D) -1 (E) -3

. . . → Abrir Q60

Q61

Considere a função de transferência na variável de Laplace dada por G(s) = K / (s + 4)3, que representa o modelo de um sistema linear a ser controlado. No . . . → Abrir Q61

Q62

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q62

O Gráfico abaixo mostra o diagrama de Bode do modelo malha aberta de uma planta linear de terceira ordem e sem zeros finitos.

Com base nas curvas de amplitude . . . → Abrir Q62

Q63

Na produção fabril de um componente eletrônico, a probabilidade de um deles sair com defeito é um valor constante para qualquer componente fabricado e vale 0,2. Dessa forma, a função . . . → Abrir Q63

Q64

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q64

Uma tensão elétrica de natureza aleatória incide sobre um circuito elétrico, causando incertezas. A variável aleatória v tem a sua função densidade de probabilidade dada em volts assim definida para . . . → Abrir Q64

Q65

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q65a

A eficiência térmica (η) de um sistema que percorre um ciclo de potência, como o representado na Figura acima, em termos das energias Qentra e Qsai, é dada por

. . . → Abrir Q65

Q66

petrobras-cesgranrio-2014-2-engenheiro-de-equipamentos-eletrica-q66a

O coeficiente de desempenho (γ) de um sistema que percorre um ciclo de bomba de calor, como o representado na Figura acima, em termos das energias Qentra e Qsai, . . . → Abrir Q66

Q67

Na bomba centrífuga helicoidal, uma parte da energia fornecida ao fluido é devida à força centrífuga, e outra parte é devida à força de arrasto. Tal bomba é de deslocamento

. . . → Abrir Q67

Q68

O compressor de parafusos utiliza dois rotores que giram engrenados um ao outro e em sentidos opostos para produzir pressão. Tal compressor é classificado como

(A) volumétrico rotativo (B) volumétrico . . . → Abrir Q68

Q69

Na modelagem do comportamento das turbinas, normalmente se considera que as variações das energias cinética e potencial são desprezíveis, e que o processo na turbina é adiabático. Com essas considerações, . . . → Abrir Q69

Q70

Uma bomba de deslocamento positivo possui um deslocamento volumétrico de 1,2 L/rot. Se o eixo da bomba gira a 1.000 rpm, a vazão volumétrica, em L/s, vale

(A) 5 (B) . . . → Abrir Q70