Q30

As Figuras abaixo apresentam dois circuitos (I) e (II) diferenciadores.

O circuito (I) é um diferenciador tradicional, simples, apresentando certas deficiências, tais como instabilidade de ganho e sensibilidade a ruídos. O circuito (II) é mais aprimorado, e nele é inserido um resistor (R1) na entrada, que minimiza certas imperfeições encontradas no circuito diferenciador básico (I), o que lhe traz vantagens.

Comparando-se os dois circuitos, constata-se que o(a)

(A) ganho do circuito (I) independe da frequência e é muito estável.
(B) ganho do circuito (II) estabiliza-se em -R2/R1, quando a frequência tende para zero.
(C) circuito (II) comporta-se como um amplificador logarítmico, em altas frequências.
(D) circuito (II) necessita de um inversor na entrada para se diferenciar; caso contrário, é considerado um ótimo atenuador.
(E) frequência de corte no circuito (II) é dada por fcorte=1/2πR1C; logo, se na entrada for aplicado um sinal de frequência f para f > fcorte, o circuito ficará funcionando como um inversor, e para f < fcorte de fato, ficará funcionando como diferenciador.

Ver Solução