Q21

Em uma bacia sedimentar foram perfurados alguns poços exploratórios que atingiram o embasamento. Contudo, os resultados obtidos nesses poços não foram os mais satisfatórios. Qual deles foi decisivo para o . . . → Abrir Q21

Q22

Durante o desenvolvimento de um campo de petróleo de dimensões bastante limitadas, foram perfurados 4 poços exploratórios para sua delimitação e outros 20 de desenvolvimento para produção de hidrocarbonetos. Assinale, . . . → Abrir Q22

Q23

Com relação a Sistemas Petrolíferos, é correto afirmar que:

(A) os carbonatos correspondem aos principais reservatórios das bacias sedimentares brasileiras. (B) os siltitos constituem as principais rochas geradoras. (C) os . . . → Abrir Q23

Q24

Um determinado levantamento sísmico recuperou freqüência média de 25 Hz na profundidade do reservatório. Considerando que a velocidade intervalar no reservatório é de 2000 m/s e utilizando o conceito convencional . . . → Abrir Q24

Q25

engenheirodepetroleo_cesgranrio2005_q25

Os mapas estruturais de topo e de base de um reservatório são apresentados abaixo. A linha tracejada nos mapas corresponde ao contato óleo-água (oil-water contact). Com base nestes mapas, é . . . → Abrir Q25

Q26

Para um sistema de um único componente puro, NÃO é correto afirmar que:

(A) a pressão de bolha e a pressão de orvalho são iguais a uma determinada temperatura. (B) . . . → Abrir Q26

Q27

A Compressibilidade Isotérmica do gás natural é uma propriedade importante para cálculos em Engenharia de Reservatórios, e é definida como:

(A) relação do volume real pelo volume ideal do gás . . . → Abrir Q27

Q28

A Razão de Solubilidade (Rs) é definida como: Rs = [volume de gás dissolvido (std)] / [volume do óleo residual (std)] onde (std) significa nas condições standart.

Tomando como base . . . → Abrir Q28

Q29

O fenômeno da condensação retrógrada ocorre em reservatórios em que a temperatura:

(A) corresponde ao ponto crítico do sistema. (B) está situada entre a temperatura crítica e a cricondentérmica. (C) . . . → Abrir Q29

Q30

A viscosidade do óleo tem uma forte influência da temperatura, da pressão, do oAPI, da razão de solubilidade e da densidade do gás dissolvido. Neste sentido, a viscosidade é:

(A) . . . → Abrir Q30

Q31

Ao se atingir a profundidade de 2.000 metros durante a descida de uma coluna de revestimentos de 9 5/8”; 47 Ib/pé; P-110, aumentou-se o número de linhas passadas do cabo . . . → Abrir Q31

Q32

Num poço de 3.000 metros com fluido de 1,7 psi/m, houve um influxo da formação para o poço e este foi fechado. Foram então registradas as seguintes informações sobre o . . . → Abrir Q32

Q33

Uma coluna de tubos com 5.000 pés de comprimento e peso linear de 50 Ibf/pé está suspensa no gancho de uma sonda de perfuração. A carga no gancho é de . . . → Abrir Q33

Q34

Um novo tipo de cimento com densidade 3,0 está para ser disponibilizado no mercado. Este cimento deverá ser utilizado para aplicação no revestimento de produção a ser descido em um . . . → Abrir Q34

Q35

As brocas utilizadas na perfuração são divididas em “sem partes móveis”, das quais as mais comuns são as de PDC e as de diamantes naturais, e as “com cones girantes”, . . . → Abrir Q35

Q36

Está sendo perfurado um poço direcional que deve atingir um objetivo que está a 3.000 metros de profundidade e a 130 metros de afastamento da sonda. Pretende-se que o poço . . . → Abrir Q36

Q37

Existem dois grandes grupos de fluidos de perfuração: os fluidos de base aquosa, cujo principal componente é a água, e os fluidos de base não aquosa, cujo principal componente são . . . → Abrir Q37

Q38

Um poço de petróleo vertical com 1.000 metros de profundidade encontra-se completamente cheio com um fluido de massa específica igual a 16,6 Ib/gal. Sabendo-se que a pressão atmosférica no local . . . → Abrir Q38

Q39

Na perfuração marítima de poços pioneiros há basicamente 4 tipos de sondas: as autoeleváveis (PA), as submersíveis, as semi-submersíveis (SS) e os navios-sonda. A esse respeito, considere as afirmações abaixo.

. . . → Abrir Q39

Q40

Danos à formação, quando ocorrem, provocam redução da vazão dos poços. A ocorrência de danos é indesejável, e entre todos os agentes envolvidos na perfuração de um poço, o fluido . . . → Abrir Q40

Q41

Os perfis CBL/VDL são utilizados para avaliar a cimentação dos poços. Nesta perspectiva, assinale a afirmação INCORRETA.

(A) A presença de fluido gaseificado no poço promove uma redução no tempo . . . → Abrir Q41

Q42

Em relação à operação de canhoneio, é correto afirmar que:

(A) a técnica de canhoneio through tubing é a que possibilita a maior produtividade do poço, pois nesta técnica, em . . . → Abrir Q42

Q43

Um packer é um equipamento utilizado na completação dos poços para prender a coluna de produção ao revestimento de produção, a uma determinada profundidade, isolando o espaço anular acima do . . . → Abrir Q43

Q44

Considerando as técnicas para controle da produção de areia em poços de petróleo, assinale a afirmação INCORRETA.

(A) O Slotted Linner é usado para contenção de areia nas completações de . . . → Abrir Q44

Q45

Durante uma operação de fraturamento hidráulico, uma coluna de serviço foi firmemente ancorada nas duas extremidades e submetida a um resfriamento médio de 50oF. Calculou-se o produto entre o Módulo . . . → Abrir Q45

Q46

A acidificação de matriz é uma operação de estimulação que visa a aumentar a produtividade dos poços. Nesta perspectiva, é  INCORRETO afirmar que:

(A) durante uma acidificação com mud acid, . . . → Abrir Q46

Q47

Operações de fraturamento hidráulico são realizadas com o objetivo de aumentar a produtividade dos poços. As opções abaixo apresentam motivos  pelos quais o fraturamento hidráulico aumenta a produtividade dos poços, . . . → Abrir Q47

Q48

A interpretação de teste realizado em poços constitui uma importante ferramenta de engenharia na avaliação das formações. Em relação aos métodos e aos conceitos de interpretação de testes, afirma-se corretamente . . . → Abrir Q48

Q49

Dos métodos abaixo, assinale aquele que NÃO é considerado um método de avaliação das formações.

(A) Amostra de calha. (B) Perfilagem. (C) Teste de Produção. (D) Teste de Miscibilidade. (E) . . . → Abrir Q49

Q50

A equação da queda de pressão adimensional para um poço que produz com vazão constante de um reservatório de óleo infinito, desconsiderando efeito de estocagem e de possível dano e . . . → Abrir Q50

Q51 e Q52

engenheirodepetroleo_cesgranrio2005_q51eq52

O gráfico abaixo, que representa as curvas de permeabilidades relativas (Krw e Kro) de um meio poroso contendo óleo a água, se refere às questões 51 e 52.

51 . . . → Abrir Q51 e Q52

Q53

Em estudos de caracterização de reservatórios, a variável porosidade é de fundamental importância. Sobre esta variável é correto afirmar que a(o):

(A) determinação da porosidade efetiva tem maior valor prático . . . → Abrir Q53

Q54

Um bloco homogêneo de arenito tem  as seguintes características: • Comprimento 1,5 x 107 cm • Largura 3,0 x 104 cm • Espessura (net pay) 1,0 x 104 cm • . . . → Abrir Q54

Q55

O escoamento dos fluidos desde o reservatório até as facilidades de produção pode ser dividido em três etapas de fluxo, sendo a primeira a que ocorre dentro do reservatório, na . . . → Abrir Q55

Q56

O mecanismo de produção do reservatório influencia sobremaneira o comportamento de vazão dos poços ao longo do tempo. Considerando os três principais mecanismos de produção dos reservatórios de petróleo, é . . . → Abrir Q56

Q57

engenheirodepetroleo_cesgranrio2005_q57a

No gráfico abaixo estão representadas duas funções de um reservatório qualquer que tem ho como cota de base e ht como cota de topo do reservatório. As variáveis utilizadas são . . . → Abrir Q57

Q58

Considere um reservatório de óleo horizontal de raio externo re. Este reservatório está sendo drenado por um único poço de raio rw, produzindo com uma dada vazão constante. No instante . . . → Abrir Q58

Q59

A relação entre o tempo de produção (t) e a correspondente queda de pressão no poço  (Δp), para um poço produzindo com vazão unitária (q = 1 std bbl/d), é: . . . → Abrir Q59

Q60

As atividades relacionadas à previsão, prevenção, mitigação e remoção de depósitos orgânicos (parafinas, hidratos e asfaltenos), inorgânicos (incrustações) e de outros fenômenos, tais como corrosão e intermitência severa, que diminuem . . . → Abrir Q60

Q61

engenheirodepetroleo_cesgranrio2005_q61

Considere um poço perfurado em um reservatório homogêneo muito grande, de tal forma que o comportamento transiente de pressão seja aplicável. Quando o poço foi colocado em produção com . . . → Abrir Q61

Q62

Sobre escoamento de fluidos em tubulações, é correto afirmar que:

(A) no escoamento monofásico horizontal em tubo liso, o gra diente de pressão devido à fricção deve ser desprezado. (B) . . . → Abrir Q62

Q63

Na indústria do petróleo a curva que representa a relação entre a vazão de líquido produzido (q) e a pressão de fluxo em frente ao intervalo canhoneado (Pwf) para um . . . → Abrir Q63

Q64

A válvula de Gas-Lift é um equipamento utilizado para permitir a passagem controlada de gás de injeção do anular para o interior da coluna de produção. É utilizada tanto em . . . → Abrir Q64

Q65 a Q67

engenheirodepetroleo_cesgranrio2005_q65a67

Um poço produz 0,01 m3 std/s de óleo com uma RGO de 100 m3 std/m3 std. O poço não produz água e o escoamento na coluna de produção pode ser . . . → Abrir Q65 a Q67

Q68

Considere a descoberta de um campo de petróleo em terra com as  seguintes características:

Pequena profundidade do reservatório; Baixo volume de óleo recuperável; Queda acentuada da pressão do reservatório com . . . → Abrir Q68

Q69

engenheirodepetroleo_cesgranrio2005_q69

Na figura abaixo está representado um trecho de uma linha horizontal de diâmetro constante, onde um fluido incompressível escoa em regime permanente e temperatura constante. Há na linha dois manômetros . . . → Abrir Q69

Q70

Um poço de petróleo vertical está sendo produzido por Bombeio Mecânico com Hastes, com a bomba assentada em frente ao intervalo produtor, a 800 metros de profundidade. A pressão estática . . . → Abrir Q70

Q71

Um poço de petróleo vertical, localizado numa lâmina d’água de 1.000 metros, produz para uma plataforma localizada verticalmente acima de sua árvore de natal molhada. O reservatório aberto para a . . . → Abrir Q71

Q72

O tratamento efetuado no óleo produzido nos campos produtores tem a finalidade de remover:

(A) todos os sais presentes na água. (B) apenas a água livre produzida com o petróleo. . . . → Abrir Q72

Q73

Os dados abaixo se referem às operações de tratamento termoquímico de petróleo que são realizadas nas instalações terrestres de produção.

I – Decantação das gotículas de água. II – Rompimento . . . → Abrir Q73

Q74

Os separadores que são usados nos campos de petróleo na separação gás/líquido:

(A) promovem a separação da água emulsionada. (B) operam sem problemas na presença de grande quantidade de espuma. . . . → Abrir Q74

Q75

Hidratos, incrustrações e parafinas obstruem dutos em instalações produtoras de petróleo. A ocorrência desses problemas deve-se à presença, respectivamente, de:

(A) água no gás; bactérias na água; hidrocarbonetos parafínicos no . . . → Abrir Q75

Q76

O volume original in place (N) de um reservatório de petróleo foi calculado como sendo de 40.000 m3 . A saturação de água irredutível é de 10% e o volume . . . → Abrir Q76

Q77

Um poço produzindo no declínio exponencial apresenta a seguinte equação para o comportamento da vazão de óleo:

q = 150 exp(-0,25t)

onde t é o tempo de produção em anos . . . → Abrir Q77

Q78

Em projetos de injeção de água, que fator concorre para que sejam obtidas baixas eficiências de deslocamento?

(A) Altas tensões interfaciais. (B) Altas viscosidades do óleo. (C) Altas razões de . . . → Abrir Q78

Q79

Em projeto de injeção de água, a eficiência de varrido vertical:

(A) independe da razão de mobilidades. (B) independe do volume injetado. (C) depende da localização dos poços de injeção. . . . → Abrir Q79

Q80

engenheirodepetroleo_cesgranrio2005_q80

No gráfico abaixo está representada a curva de fluxo fracionário de água (fw), em função da saturação de água (Sw) de um meio poroso linear (fluxo linear).

Sabendo que . . . → Abrir Q80