Q36

O Princípio de Arquimedes, conceito fundamental no estudo da hidrostática, pode ser enunciado da seguinte forma: “Um corpo total ou parcialmente imerso em um fluido recebe desse fluido um empuxo igual e contrário ao peso da porção do fluido deslocado e aplicado no centro de gravidade do mesmo”.

Com base nesse princípio, se um cubo de gelo flutua sobre água gelada num copo, estando a temperatura dessa água próxima a 0°C, o gelo derrete sem que haja mudança apreciável de temperatura. Nesse contexto, analise as afirmações a seguir.

I – Se o cubo de gelo for uniforme, o nível da água no copo não se altera.
II – Se o cubo de gelo estiver com um volume de ar aprisionado, o nível de água no copo desce.
III – Se o cubo de gelo possuir uma pequena massa de ferro em seu interior, o nível de água no copo sobe.

Está correto o que se afirma em

(A) I, apenas.
(B) I e II, apenas.
(C) I e III, apenas.
(D) II e III, apenas.
(E) I, II e III.

Ver Solução
  • schmitz83

    Dá pra entender a explicação relacionando peso e empuxo. Difícil nessa questão é conseguir acreditar que a massa de ar presente no interior do cubo de gelo seja significante. Uma vez que existe ar dentro do cubo de gelo, a massa do cubo será menor e, consequentemente, o empuxo também será menor. Essa questão teria ficado mto mais clara se em vez de ar tivesse outro fluido de densidade menor que a água, porém com massa expressiva, como por exemplo, um óleo.

  • Carlos

    O peso do ar nao é relevante em nenhum dos casos. O que é relevante é a massa de água, quem em I é maior que em II devido a presença do ar em dentro do cubo de gelo em II.
    O que deve ser feito nessa questão é avaliar a massa de água em cada caso e, no caso específico de III, considerar que a massa extra (massa de ferro) permanecerá no volume total.
    O fato de a densidade do gelo ser menor que a da água pode ser descosiderado, pois as propriedades do fluido também se alterarão na mudança de estado.

  • Adriano

    opa, de qual peso do ar no caso I voce quer dizer?

  • André Chalella Das Neves

    Só quero apontar que todo mundo que está defendendo o gabarito oficial considera que o peso do ar é relevante no caso II mas ignora a mesma hipótese no caso I.

    Se I é verdadeiro, II é falso. E vice-versa.

  • Eng

    vô faze em casa e depois eu conto pra vocês.

  • Fellipe Pin

    Pegadinha sem vergonha… O enunciado é pura enrolação. O que se pede na questão é a análise da fusão de um cubo de gelo, considerando elementos em seu interior, dentro de um copo com água gelada. 1ª observação: o gelo já está boiando na água. A primeira afirmativa é correta pois o fato de ser uniforme, pelo contexto, indica que não há nada além de água congelada no seu interior. Logo, ao derreter não alterará em nada o nível da água no copo. A segunda afirmativa é verdadeira, já que ao derreter as bolhas de ar vão escapar do volume de água devido ao empuxo, diminuindo o nível da água no copo. A terceira afirmativa, a massa de ferro por ser mais densa que a água não sairá do volume da água após o derretimento do cubo de gelo, logo o volume antes e depois será o mesmo e o nível não se alterará. Portanto, alternativa B.

  • Gabriel Mâcedo

    Eu resolvi assim:

    Var – volume ar.

    Vf – volume do ferro.

    Vd – volume de água deslocado para gerar empuxo.

    VL – volume do cubo de gelo no estado liquido.

    Vag – volume de água.

    Dar – Densidade do ar.

    Dag -densidade da agua.

    Df – densidade do ferro.

    G – gravidade

    E – Empuxo

    Primeiro caso:

    Vd.Dag.G = Peso = Vag.Dag.G Vd = Vag

    Como o cubo de gelo é uniforme (situação apena hipotética já
    que isso é impossível) o seu volume com a agua derretida é VL = Vag

    Então temos que
    Vd=VL, logo a altura não se altera.

    Segundo caso:

    Vd.Dag.G = Peso = Vag.Dag.G + Var.Dar.G Vd = Vag + Var*Dar/Dag

    VL = Vag (já que o ar
    esta livre).

    Logo VL1

    VL < Vd e a altura do liquido outra vez apenas diminuirá.

  • Eduardo Oliveira

    Desconsidere minha explicação sobre a cubo com a bolha de ar.

  • Eduardo Oliveira

    Pensando melhor, não consegui explicar o cubo com ar, e também não tenho uma opinião formada sobre esse tópico. Essa questão deveria ter sido anulada.

  • Eduardo Oliveira

    Pense do seguinte modo:

    Considere um cubo de gelo uniforme flutuando em um recipiente com água. Caso ele derreta, o nível final não se altera, pois todos sabem que devido às propriedades da água, a densidade do gelo é menor e blá blá blá

    Agora considere que 10% desse cubo seja ferro! Portanto, assim que vc tira uma parte de gelo e troca por uma parte de ferro, o cubo gelo/ferro desce um pouco! ou seja, o nível da água sobe um pouco. Normal. Mas, quando vc considera o antes e o depois do derretimento do gelo, o nível não se altera, pois o ferro já está contribuindo para o aumento do nível desde que foi introduzido no sistema e continua lá depois do derretimento.

    Agora considere o ar. Assim que vc tira uma parte de gelo e troca por uma parte de ar, o cubo gelo/ar fica menos denso e sobe um pouco. Logo o nível desce um pouco. Mas, quando vc considera o antes e o depois do derretimento do gelo, o nível sobe, pois assim que o gelo derrete, o ar escapa e não mais faz parte do sistema. Não é intuitivo? Pense assim então. Considere que cubo começa a se derreter pela parte de superior até que e a bolha de ar passe a se comunicar com o meio externo. Assim que há a comunicação, a densidade do cubo aumenta, pois o volume de ar q estava dentro do cubo, não faz parte do cálculo da densidade do cubo, e sim somente as paredes de gelo restantes. Então, assim q o ar escapa para o meio externo, imediatamente o cubo fica mais denso e o nível sobe!
    Um abraço.

  • Samuel

    A II está errada.
    O volume de água deslocada depende somente do peso do gelo e não do seu volume.
    Após o descongelamento a mesma massa de água deslocada é reposta pelo gelo, Não alterando o volume.

  • Thomas

    Concordo plenamente

  • Junior

    Enunciado confuso. Fala que o cubo de gelo flutua “sobre” a água.
    Isso da a entender que parte do cubo de gelo estará acima do nível a agua, o que fará com que o nivel suba quando o gelo derreter

  • Eu

    essa deu pano pra manga…

  • Mimi

    Essa questão está muito mal elaborada! Uma tremenda confusão! Não se baseiem por ela pra nada! Faltam informações de como o gelo está flutuando, totalmente imerso ou parcialmente imerso. E não consideram a variação de densidade entre o gelo no estado sólido e no estado liquido.

    Esqueçam essa e

    Bons estudos!

  • Murilo

    Acredito que a alternativa II esta errada. Se o volume de ar citado se encontrar acima do nível da água, o volume do mesmo não afetará a densidade da parte submersa, consequentemente o gelo continuará tendo 92% de seu volume submerso.

    A questão diz: ” Se o cubo de gelo estiver com um volume de ar aprisionado, o nível de água no copo sobe.” e, para estar correta deveria ser :” Se o cubo de gelo estiver com um volume de ar aprisionado, o nível de água no copo PODE subir.” 

  • Pescador

    Esse gelo q vc citou eh liberado a partir da placa continental… Ou seja, não está flutuando no mar como icebergs, sendo que estes, ao derreterem, diminuem um pouco o volume do oceano, considerando que há ar aprisionado neles. Mas agora imagina uma placa de gelo estratosférica se desprendendo do continente! Aí sim há aumento no nível de água do oceano…

  • Anônimo

    Então por que aquela preocupação com o derretimento das geleiras? Se elas derreterem, o nível da água não muda então?

  • Pescador

    Mas aí eh q tah… Sua suposição eh absurda e não leva em conta a proporcionalidade nas relações necessárias para resolver a questão. Como o gelo tem densidade menor que a da água, obviamente ele ficará flutuando. Pense q o gelo tem uma determinada massa x. Para entrar em equilíbrio, o volume que o gelo ocupa dentro da água deve ser o mesmo que possui uma massa x de água. E quando o gelo derreter todo, qual volume ele irá ocupar? Exatamente aquele que ele ocupava dentro da água.
    Agora um exemplo com números, soh para ficar mais claro e comprovado o que eu disse… Imagine um cubo de gelo de 1 m³ flutuando na água. Dado que densidade do gelo eh em torno de 920 kg/m³ e a da água é de 1000 kg/m³.
    Assim, vc tem a massa do gelo que será:
    mgelo=1m³.920kg/m³=920kg
    Ou seja, para haver equilíbrio, o gelo desloca um volume de água que equivale a esses 920kg.
    V.1000kg/m³=920kg    =>   V=0,92 m³

    E quando esse 1m³ de gelo derreter, continuará tendo 920kg,  mas na forma de água de água e seu volume passará a ser 0,92 m³. Assim, não a qualquer variação no volume da água quando o gelo derrete completamente.

    No exemplo que vc deu, mesmo se fosse gelo, o volume da água não aumentaria em 30mL, pq 50mL de gelo tem mesma massa que 46mL de água e como jah tem 20mL de água deslocada, quando o gelo derretesse haveria um aumento de 26mL no volume de água. Mas a situação citada não é a de equilíbrio físico. Seria de equilíbrio para uma substância que tem 40% da densidade da água e se essa susbtância passasse para o estado líquido, um novo equacionamento deveria ser feito levando em quanto sua densidade, bem como sua solubilidade em água.

  • Giovsena

    Estou totalmente de acordo com o Paulo. 
    E, qto à resposta do Alexaed, a questão não deu margem pra falar se o quanto que o volume do gelo diminui pra falar que “dá no mesmo”. 

  • Alexsaed

    d gelo < d agua

  • Alexsaed

    d gelo < d agua

  • Leonardo Lombardi

    Acho que a gestão deveria ser anulada, por que não especifica quanto do gelo esta para fora da água e quanto esta dentro da mesma. Se 30ML de gelo, por exemplo, estivesse para fora, e 20ML dentro, o derretimento faria o nível da água subir em 30ML, certo?

    Eu acredito que essa questão só fica correta se o gelo estiver inteiramente imerso na água, “flutuando” dentro dela. 

    E mesmo assim temos que ignorar o fato das moléculas de aguá fazerem ciranda, o que torna o volume de um cubo de gelo maior do que o volume de um cubo de água com a mesma quantidade de água.

  • Leonardo Lombardi

    Empuxo não é Densidade*Altura*gravidade. Empuxo é Densidade*Volume*gravidade

  • Leonardo Lombardi

    Acho que a gestão deveria ser anulada, por que não especifica quanto do gelo esta para fora da água e quanto esta dentro da mesma. Se 30ML de gelo, por exemplo, estivesse para fora, e 20ML dentro, o derretimento faria o nível da água subir em 30ML, certo?

  • Alexsaed

    Estah errado, quando o geli derrete ele ocupa menos volume, que no final das contas dah no mesmo, a única densidade que importa eh a do fluido.

  • Israel

    Entendo o raciocinio, mas voce está considerando que o ar tem massa suficiente para que seu peso interfira no balanço de forças… Isso considerando que é uma bolha de ar presa dentro de um cubo de gelo em um simples copo… Eu acredito que o peso dessa quantidade de ar deveria ser naturalmente desprezivel..

  • AnaC

    Quando fiz essa questão também considerei que para uma mesma massa de água o volume ocupado por ela na fase líquida é menor que o ocupado na fase sólida (gelo). Isso dá no mesmo que considerar que a densidade do gelo é menor que a da água na fase líquida. Assim, estaria correta apenas o item II, pois tanto para o item I quanto para o item III, o volume de água gerado pelo derretimento seria menor que o ocupado pelo gelo e então o nível d’água diminuiria. Entraria com recurso fácil nessa questão. Não entendo porque a Cesgranrio não acatou.

  • AnaC

    Quando fiz essa questão também considerei que para uma mesma massa de água o volume ocupado por ela na fase líquida é menor que o ocupado na fase sólida (gelo). Isso dá no mesmo que considerar que a densidade do gelo é menor que a da água na fase líquida. Assim, estaria correta apenas o item II, pois tanto para o item I quanto para o item III, o volume de água gerado pelo derretimento seria menor que o ocupado pelo gelo e então o nível d’água diminuiria. Entraria com recurso fácil nessa questão. Não entendo porque a Cesgranrio não acatou.

  • Alexsaed

    Acho q vai ficar claro:

    Antes do derretimento:
    P = E
    M.g = d.g.SH , onde S é a área da secção transversal do recipiente H foi a variação de nível causada pelo cubo. Logo:

    H = M/(S.d), como S e d não se alteram, H depende apenas da massa adicionada ao sistema pelo cubo.

    Então só no Item II ocorre variação dessa massa, pois ar escapa do sistema diminuindo M e como consequência diminui o nível de água.

    Nos outros casos o nível não se altera!

    Espero ter ajudado. 

  • Alexsaed

    Acho q vai ficar claro:

    Antes do derretimento:
    P = E
    M.g = d.g.SH , onde S é a área da secção transversal do recipiente H foi a variação de nível causada pelo cubo. Logo:

    H = M/(S.d), como S e d não se alteram, H depende apenas da massa adicionada ao sistema pelo cubo.

    Então só no Item II ocorre variação dessa massa, pois ar escapa do sistema diminuindo M e como consequência diminui o nível de água.

    Nos outros casos o nível não se altera!

    Espero ter ajudado. 

  • Alexsaed

    Acho q vai ficar claro:

    Antes do derretimento:
    P = E
    M.g = d.g.SH , onde S é a área da secção transversal do recipiente H foi a variação de nível causada pelo cubo. Logo:

    H = M/(S.d), como S e d não se alteram, H depende apenas da massa adicionada ao sistema pelo cubo.

    Então só no Item II ocorre variação dessa massa, pois ar escapa do sistema diminuindo M e como consequência diminui o nível de água.

    Nos outros casos o nível não se altera!

    Espero ter ajudado. 

  • Alexsaed

    Acho q vai ficar claro:

    Antes do derretimento:
    P = E
    M.g = d.g.SH , onde S é a área da secção transversal do recipiente H foi a variação de nível causada pelo cubo. Logo:

    H = M/(S.d), como S e d não se alteram, H depende apenas da massa adicionada ao sistema pelo cubo.

    Então só no Item II ocorre variação dessa massa, pois ar escapa do sistema diminuindo M e como consequência diminui o nível de água.

    Nos outros casos o nível não se altera!

    Espero ter ajudado. 

  • Alexsaed

    Acho q vai ficar claro:

    Antes do derretimento:
    P = E
    M.g = d.g.SH , onde S é a área da secção transversal do recipiente H foi a variação de nível causada pelo cubo. Logo:

    H = M/(S.d), como S e d não se alteram, H depende apenas da massa adicionada ao sistema pelo cubo.

    Então só no Item II ocorre variação dessa massa, pois ar escapa do sistema diminuindo M e como consequência diminui o nível de água.

    Nos outros casos o nível não se altera!

    Espero ter ajudado. 

  • Alexsaed

    Acho q vai ficar claro:

    Antes do derretimento:
    P = E
    M.g = d.g.SH , onde S é a área da secção transversal do recipiente H foi a variação de nível causada pelo cubo. Logo:

    H = M/(S.d), como S e d não se alteram, H depende apenas da massa adicionada ao sistema pelo cubo.

    Então só no Item II ocorre variação dessa massa, pois ar escapa do sistema diminuindo M e como consequência diminui o nível de água.

    Nos outros casos o nível não se altera!

    Espero ter ajudado. 

  • Alexsaed

    Acho q vai ficar claro:

    Antes do derretimento:
    P = E
    M.g = d.g.SH , onde S é a área da secção transversal do recipiente H foi a variação de nível causada pelo cubo. Logo:

    H = M/(S.d), como S e d não se alteram, H depende apenas da massa adicionada ao sistema pelo cubo.

    Então só no Item II ocorre variação dessa massa, pois ar escapa do sistema diminuindo M e como consequência diminui o nível de água.

    Nos outros casos o nível não se altera!

    Espero ter ajudado. 

  • Alexsaed

    Acho q vai ficar claro:

    Antes do derretimento:
    P = E
    M.g = d.g.SH , onde S é a área da secção transversal do recipiente H foi a variação de nível causada pelo cubo. Logo:

    H = M/(S.d), como S e d não se alteram, H depende apenas da massa adicionada ao sistema pelo cubo.

    Então só no Item II ocorre variação dessa massa, pois ar escapa do sistema diminuindo M e como consequência diminui o nível de água.

    Nos outros casos o nível não se altera!

    Espero ter ajudado. 

  • Paulo

    Discordo que o nível de água permaneça constante depois que o gelo derrete. Como o gelo eh menos denso que a água ele ficará “flutuando na água”, parcialmente imerso. Quando ele derreter, terá um acréscimo no nível de água, relativo à parte do gelo que não estava submersa. Estou errado?

  • Aquinopm

    Gente seguinte: Empuxo eh igual o peso do cubo… onde, como, posição do cubo n importa, o que interessa é q as forças se anulam já que o gelo n afundará nem sairá “voando”, ok? Para isso é necessário que empuxo(densidd*altura*gravidade) seja igual o peso, dessa forma o peso P do cubo(n importa seu formato, se está submerso ou n pois seu peso será por ex P) terá que deslocar um volume de água com peso proporcional ao seu peso P, certo? Então se o gelo derrete-se sem perder nada de sua massa o volume n mudará, já que ele era proporcional àquele mmo peso que continua ali… se parte do gelo afunda, como no caso do ferro, nada muda, o peso do ferro estava embutido no peso P do cubo. Já no caso do ar ai fica fácil, saiu parte do peso que havia deslocado aquele volume de água, logo o volume de água será menor quando esse peso do ar se for.
    Meio confuso, mas espero q dê pra enteder!

  • Mirterra

    concordo com Rpisa

  • Mirterra

    concordo com Rpisa

  • Arthurbotossi

    O GELO ESTÁ TOTALMENTE SUBMERSO NA ÁGUA?

  • Arthurbotossi

    O GELO ESTÁ TOTALMENTE SUBMERSO NA ÁGUA?

  • Paulopimenta1989

    Considera-se que o gelo está completamente imerso na água???Pois se não estiver, a água aumentaria de nível quando o gelo, sendo uniforme, derretesse.

  • Jtgenka

    Que conclusão???????

  • Arthurbotossi

    Como você chegou a essa conclusão?

  • Jtgenka

    Peço mil desculpas pois realmente errei quando disse que o
    peso do ar aprisionado dentro do gelo seria zero se não houvesse expansão nem
    diferença de pressão. Na verdade o que é zero é a diferença entre o seu peso e
    a força do empuxo (se vc pegar uma balança de equilíbrio de dois lados, colocar
    o ar de dentro do gelo de um lado e o mesmo volume de ar externo nas mesma condições de temperatura e pressão do outro lado,
    vão estar em equilíbrio, ou seja, a diferença vai dar zero).  O ar que é um fluido, também está sujeito às
    forças peso e empuxo.  Neste caso essa
    bolha de ar dentro não vai interferir no volume de água deslocado do gelo, e
    quando ele se derreter, o nível da água não se altera.

    Se considerarmos a temperatura externa maior que zero, então
    o ar de dentro vai estar a zero graus igual à temperatura do gelo,  ao entrar em contato com o ar externo, vai se
    expandir, deixando o gelo mais leve fazendo com que o nível da água baixe. Esta
    foi a consideração da Cesgranrio, mas poderíamos considerar qualquer outra coisa,
    inclusive com uma resposta diferente da fornecida pela banca.

  • Jtgenka

    Peço mil desculpas pois realmente errei quando disse que o
    peso do ar aprisionado dentro do gelo seria zero se não houvesse expansão nem
    diferença de pressão. Na verdade o que é zero é a diferença entre o seu peso e
    a força do empuxo (se vc pegar uma balança de equilíbrio de dois lados, colocar
    o ar de dentro do gelo de um lado e o mesmo volume de ar externo nas mesma condições de temperatura e pressão do outro lado,
    vão estar em equilíbrio, ou seja, a diferença vai dar zero).  O ar que é um fluido, também está sujeito às
    forças peso e empuxo.  Neste caso essa
    bolha de ar dentro não vai interferir no volume de água deslocado do gelo, e
    quando ele se derreter, o nível da água não se altera.

    Se considerarmos a temperatura externa maior que zero, então
    o ar de dentro vai estar a zero graus igual à temperatura do gelo,  ao entrar em contato com o ar externo, vai se
    expandir, deixando o gelo mais leve fazendo com que o nível da água baixe. Esta
    foi a consideração da Cesgranrio, mas poderíamos considerar qualquer outra coisa,
    inclusive com uma resposta diferente da fornecida pela banca.

  • Satan

    a cesgranrio devia ter anulado porque a zero graus e pressão atmosférica normal, o ar não pesa?

  • Satan

    a cesgranrio devia ter anulado porque a zero graus e pressão atmosférica normal, o ar não pesa?

  • Jtgenka

    Concordo com a sua explicação, mas na minha opinião essa questão devia ter sido anulada. Faltou dados pra considerar o peso do ar maior que zero. Se imaginássemos que a temperatura ambiente fosse também zero graus e que o ar aprisionado não estivesse sob pressão (a questão não disse nada sobre essa duas considerações), então o peso do ar aprisionado dentro do gelo seria zero. Com o derretimento do gelo, este ar não se expandiria e o nível da água não se alteraria. 
    Muita gente entrou com recurso nessa questão, mas a Cesgranrio não alterou o gabarito.

  • Jtgenka

    Tenho uma opinião diferente: como o ferro tem uma densidade maior que a água, ele vai puxar o gelo pra baixo. quando o gelo derreter, o nível deve baixar.

  • Rpisa

    Alguém poderia esclarecer a (I), pois o cubo de gelo tem um estrutura quimica que implica em volume maior.Mesmo que não haja ar, para uma mesma massa de H2O, o gelo terá um volume maior (ou seja, densidade menor). Sendo assim, a definição de cubo de gelo uniforme é a simples não existência de bolha de ar? Pois mesmo com essa definição (muito vaga por sinal), o volume final da substancia será menor. (É uma caracteristica da agua devido suas ligações quimicas no estado solido e no estado liquido). Caso eu esteja errado, gostaria de uma explicação, blz? Obrigado!

  • Rpisa

    Alguém poderia esclarecer a (I), pois o cubo de gelo tem um estrutura quimica que implica em volume maior.Mesmo que não haja ar, para uma mesma massa de H2O, o gelo terá um volume maior (ou seja, densidade menor). Sendo assim, a definição de cubo de gelo uniforme é a simples não existência de bolha de ar? Pois mesmo com essa definição (muito vaga por sinal), o volume final da substancia será menor. (É uma caracteristica da agua devido suas ligações quimicas no estado solido e no estado liquido). Caso eu esteja errado, gostaria de uma explicação, blz? Obrigado!

  • Xupafederupa

    Considere que o cubo irá deslocar um volume V de água. Como o gelo tem água+ar, existe o peso do gelo para compensar esse empuxo. Se vc disser que existe um volume V de água no gelo, entào está dizendo que quando ele derreter não mudará em nada o nível de água. Mas aí vc percebe que o peso do ar teria que ser zero pra isso acontecer. Como não podemos considerar isso (nesse caso), o volume de água no gelo é um pouco menor que V, portanto o volume V que tinha sido deslocado será preenchido com um pouco menos de V d água derretida do gelo.

    Sacou?

  • Xupafederupa

    Considere que o cubo irá deslocar um volume V de água. Como o gelo tem água+ar, existe o peso do gelo para compensar esse empuxo. Se vc disser que existe um volume V de água no gelo, entào está dizendo que quando ele derreter não mudará em nada o nível de água. Mas aí vc percebe que o peso do ar teria que ser zero pra isso acontecer. Como não podemos considerar isso (nesse caso), o volume de água no gelo é um pouco menor que V, portanto o volume V que tinha sido deslocado será preenchido com um pouco menos de V d água derretida do gelo.

    Sacou?

  • dmsousa

    Não entendi a II. Considerei que o volume de ar dentro do gelo estaria flutuando entre o limite da lâmina d’água, logo, após o seu derretimento o nível da água permaneceria inalterado – pois o volume de liquido deslocado pelo ar, teria o mesmo volume do gelo flutuando sobre a água. Algo errado nesse raciocínio?! Difícil acertar essa!

  • Caiovive

    Acabei de fazer essa, como o ferro continua no copo,o volume que ele ocupa nao escapará como no caso do ar,logo o volume continua o mesmo.,o nivel nem sobe nem desce.

  • Arthurbotossi

    conclusão: o nível da água do copo irá descer ou ñ irá variar?

  • Cláudio

    Seria isso sim Aquinopm, o volume se mantém constante assim como o nível do copo. A massa de ferro desce para o fundo.

  • Cláudio

    Seria isso sim Aquinopm, o volume se mantém constante assim como o nível do copo. A massa de ferro desce para o fundo.

  • Aquinopm

    Não entendi a justificativa da afirmação III. O ferro, diferentemente do ar, não tem como sair de dentro do copo, portanto ele continua ocupando o mesmo volume que ocupava quando estava no bloco de gelo, assim o volume não variaria. Não seria isso?

  • http://www.facebook.com/luciooliveirafilho Lucio Santolli

    Cubo de gelo uniforme caracteriza que não há bolhas de ar em seu interior, logo o nível de água no copo após o derretimento do gelo será o mesmo. I (V);

    Se o cubo de gelo estiver com ar aprisionado, logo após seu derretimento esse ar se expandirá para fora dessa porção de água, logo o nível de água descerá. II (V);

    Se o cubo de gelo possuir uma massa de ferro no seu interior, infere no mesmo caso de bolhas de ar aprisionadas, pois o ferro está ocupando o espaço onde poderia haver água no estado sólido, logo ao derretimento do cubo, o nível de água descerá, não sobe. III (F);

    gabarito letra B