Q39

Considere uma viga reta, homogênea e de seção transversal constante, inicialmente na posição horizontal. A seção transversal em cada extremidade é vertical, ou seja, cada elemento longitudinal possui, inicialmente, o mesmo comprimento. A viga é fletida única e exclusivamente pela aplicação de momentos fletores, e a ação pode ser considerada elástica. Para essa situação, com as hipóteses consideradas, analise as afirmações a seguir.

I – Qualquer seção plana da viga, antes da flexão, permanece plana após essa flexão.
II – Existem elementos longitudinais da viga que não sofrem deformação, ou seja, alteração em seu comprimento.
III – Todos os elementos longitudinais da viga encontram-se submetidos a tensões de tração.

Está correto o que se afirma em

(A) I, apenas.
(B) I e II, apenas.
(C) I e III, apenas.
(D) II e III, apenas.
(E) I, II e III.

Ver Solução
  • Convidado

    so para complementar a resposata acima:

    II – V : na linha neutra nao ha tensoes, logo nao ha deformaçoesIII – F : abaixo na linha neutra ha traçao, e acima, compressao

  • Aquinopm

    I- V pois a ação foi considerada elástica.

    Hipótese de Navier: Supondo uma viga submetida a esforços de flexão, constituída por uma série de fibras planas longitudinais, as fibras próximas à superfície convexa estão sob  tração e portanto sofrem um aumento em seu comprimento. Da mesma forma, as fibras próximas à superfície côncava  estão sob compressão e sofrem uma diminuição no seu comprimento. Como na superfície neutra o esforço é nulo, a deformação resultante também será nula, sendo assim um plano de transição entre as deformações de tração e compressão.

    II- V
    III- F

    Alternativa B

  • Aquinopm

    I- V pois a ação foi considerada elástica.

    Hipótese de Navier: Supondo uma viga submetida a esforços de flexão, constituída por uma série de fibras planas longitudinais, as fibras próximas à superfície convexa estão sob  tração e portanto sofrem um aumento em seu comprimento. Da mesma forma, as fibras próximas à superfície côncava  estão sob compressão e sofrem uma diminuição no seu comprimento. Como na superfície neutra o esforço é nulo, a deformação resultante também será nula, sendo assim um plano de transição entre as deformações de tração e compressão.

    II- V
    III- F

    Alternativa B