Q67

Para que os fluidos contidos nas rochas reservatórios possam ser retirados e conduzidos à superfície de forma econômica, é necessário o conhecimento das propriedades das rochas e dos fluidos nela contidos, além da forma como estes interagem e das leis físicas que regem o movimento dos fluidos no seu interior.

A esse respeito, analise as afirmativas a seguir.

I – O estado físico de uma mistura de hidrocarbonetos depende da sua composição e das condições de temperatura e pressão a que ela está submetida.
II – A composição original de uma mistura líquida é determinante para o seu grau de encolhimento, quando a mesma é levada das condições de reservatório para as condições de superfície (condições básicas).
III – O “Mecanismo de Influxo de Água”  fornece resultados excelentes em termos de fator de recuperação, devido as pressões e vazões permanecerem altas, mantendo-se as características dos fluidos próximas às originais.
IV – À medida que um reservatório vai produzindo, o seu “Fator de Recuperação” vai-se reduzindo como uma consequência normal da produção.

Está correto o que se afirma em

(A) I e II, apenas.
(B) I e III, apenas.
(C) II e III, apenas.
(D) I, II e III, apenas.
(E) I, II, III e IV.

Ver Solução
  • Pedro

    concordo, ficou ambiguo a afirmação quais características dos fluidos? Pressão, ou RAO? porque isso muda tudo, mas pelo gabarito, ele se referia apenas a pressão. Uma outra maneira de “justificar” o gabarito, e subentender que a saturação do óleo, é muito maior que a da água no momento, logo haveria pouca água junto ao óleo.

  • Modenesi

    Perfeito MFS. Estou de acordo contigo.
    É fato que com o passar do tempo a produção de petróleo vai decrescendo (caso métodos de recuperação não sejam aplicados) e, com isso, podemos ser induzidos a crer que isto tem influências sobre o Fator de Recuperação. Contudo, conceitualmente, o Fator de Recuperação é o % do volume original que pretende-se produzir em um reservatório (Volume recuperável / Volume original).
    Vale completar em seu comentário que a Fração Recuperada (% do fluido que foi produzido em determinado instante) tende a aumentar com o passar do tempo, já que retrata a razão entre Produção acumulada / Volume original.
    Portanto, temos que a alternativa IV é falsa, pois o Fator de Recuperação não se altera com o tempo.

  • André Chalella Das Neves

    Sobre o item 3, o fato da RAO aumentar ao longo da produção não contraria a frase “mantendo-se as características dos fluidos próximas às originais.”?

  • ebmf_16a

    Na verdade o FR pode aumentar sim ao longo da Produção, pois nà maioria das vezes são utilizados Métodos de Recuperação, como injeção de água, gás ou até mesmo métodos suplementares como os térmicos e químicos, que alteram propriedades como a viscosidade do fluido.

  • Dan Luanda

    Alguém saberia informar onde é citado “grau de encolhimento” no livro do Thomas?

  • Engineermecanico

    Também não concordei com a justificativa do item 4. Como você disse, o fator de recuperação não muda ao longo da produção. Só irá mudar se novos estudos forem feitos, pois representa a razão FR=(volume que pode ser produzido)/(volume total da reserva)

  • Gustavo Sobreira

    como a prova da pb é basaeda no thomas a 3 está correta, porem bem discutivel  o “resultados exelente em termo de FR, pois isso depende muito do tamanho do aquifero.

  • MHS

     O fator de recuperação não representa o que se recuperou até então (essa é a fração recuperada). Fator de recuperação é quanto se espera recuperar do poço, podendo esse valor, aumentar ou diminuir ao longo da produção.

  • Pedro

    O fator de recuperação pode ser informado ao longo da produção. Ele informa o quanto vc recuperou até então. Portanto, ele aumenta ao longo da produção, chegando ao valor máximo no momento do abandono do campo. Ele não é um valor constante.

  • MHS

     Concordo também. Produção acumula/Volume total = Fração recuperada e não fator de recuperação.

  • Anônimo

    Também pensei isso. Inclusive eu reli no livro do Thomas, e pra mim ficou bem claro que o fator de recuperação não varia ao longo da exploração – a não ser que novas informações adquiridas ao longo do processo levem a concluir que o volume recuperável é diferente do que se pensava inicialmente.

    Tá lá no item 7.6.2 do livro, página 196. Mas a afirmação continua sendo falsa.

  • Gustavo BS

    Concordo com vc.

  • Leletim

    Oi gente! Não concordei com a justificativa da número 4. Na verdade fator de recuperação é o quociente entre volume recuperável e volume original. “É um número que representa o que se espera produzir do reservatório e que depende fortemente do mecanismo de produção dessa jazida”. Qualquer alteração futura no fator de recuperação está condicionada a um novo estudo do reservatório. Logo concluo que o reservatório em produção não altera o fator de recuperação, a menos de outros estudos do reservatório. Por isso a número 4 estaria falsa. 

    O que acham??