Q37

Um densímetro, constituído por um bulbo e um tubo cilíndrico uniforme, flutua em equilíbrio em um líquido de densidade d1 = 0,80 g/cm3. Uma camada de espessura H = 1,6 cm de um outro líquido de densidade d2 = 0,70 g/cm3 é colocada.

A altura D, em cm, a que o densímetro se eleva é

(A) 0,70
(B) 0,80
(C) 1,4
(D) 1,6
(E) 2,0

Ver Solução
  • Tomaz Mello

    Porque igualam as pressões?

  • victor coelho

    A pressão do no bulbo do tubo 1 é igual a p(atm) + d(1).g.y , sendo y uma altura desconhecida de líquido 1

    A pressão no bulbo do tubo 2 é igual a p(atm) + d(1).g.(y-D) + d(2).g.H, sendo y-D pois essa é a altura de líquido 1 sobre o bulbo e h a altura de líquido 2 sobre o bulbo.

    Igualando:

    p(1) = p(2)

    p(atm) + d(1).g.y = p(atm) + d(1).g.(y-D) + d(2).g.H [p(atm) se eliminam]

    d(1).g.y = d(1).g.y – d(1).g.D + d(2).g.H [d(1).g.y se eliminan]

    rearranjando e colocando D em evidência:

    D = d(2).H / d(1) = 0,7 . 1,6 / 0,8 = 1,4 cm

  • victor coelho

    D/H = d2/d1

    D/1,6 = 0,7/0,8

    D = 1,4

  • Diegoestumano

    Alguém tem uma solução para essa questão ?

  • Rafael

    Se a densidade do liquido adicionado fosse igual ao liquido ja presente
    no recipiente, o bulbo iria subir exatamente a espessura da camada desse
    novo liquido, porém a densidade dele é menor, então:

    0,8 => 1,6
    0,7 => X     
    X=1,4
    Letra C