Q39

No Brasil, a Agência Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) estabeleceu em 2003 a Norma Técnica P 4.261, no documento denominado Manual de Orientação para a Elaboração de Estudos de Análise de Risco. Desse manual constam os critérios de tolerabilidade de riscos, tanto para risco social, como para risco individual, que norteiam a avaliação de estudos de análise de riscos de instalações e atividades perigosas, no âmbito do processo de licenciamento ambiental. A Curva F-N abaixo apresenta o critério de tolerabilidade para o risco social da CETESB.

Ao se analisar o gráfico acima, observa-se que o(s)

(A) risco máximo tolerável para risco individual é 1 x 10-3/ ano.
(B) risco negligenciável para risco individual é < 1 x 10-8/ ano.
(C) risco social deve ser o único a ser levado em consideração para aprovação de uma instalação perigosa utilizando a curva F-N.
(D) enfoque principal na avaliação dos riscos está voltado aos acidentes individuais, sendo, portanto, o risco individual o índice prioritário nessa avaliação.
(E) riscos situados na região entre as curvas limites dos riscos intoleráveis e negligenciáveis é denominada, em inglês, ALARP (As Low As Reasonably Praticable).

Ver Solução