Q60

Um empréstimo de R$ 12.000,00 será pago, sem entrada, pelo Sistema de Amortização Constante (SAC), em 3 prestações mensais. A taxa de juros, no regime de juros compostos, é de 2% ao mês. O valor da última prestação é, em reais, de

(A) 4.000,00
(B) 4.080,00
(C) 4.160,00
(D) 4.240,00
(E) 4.380,00

 

Ver Solução
Gabarito: B

Solução em breve.

11
Deixe um comentário

avatar
3 Comment threads
8 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
10 Comment authors
schmitz83Cherobinisummer9VieiraAlexabf Recent comment authors
newest oldest most voted
schmitz83
Visitante
schmitz83

A fórmula correta para esse caso seria VP=C/NP+[(C*i)/NP]*(NP-P+1).

No entanto, realmente não vale a pena perder tempo guardando uma fórmula desse tipo.

Cherobini
Visitante
Cherobini

Huhuauahuahua seu babaca!

summer9
Visitante
summer9

Caro Vieira, esta fórmula para a 2º Parcela não funciona.

Vieira
Visitante
Vieira

Pra SAC é assim:
Capital= C
Parcela=P

Número de Parcelas= NP
Valor da Parcela= VP
taxa de juros= i
Utiliza-se a seguinte fórmula:
VP=C/NP+(C*i)/P
Para a 3ª parcela ficaria VP3=C/NP+(C*i)/3 => VP3=12000/3 + (12000*0,02)/3=4080
Isso é pra que gosta de decorar fórmula.

Alexabf
Visitante
Alexabf

Na hora da prova não fiz essas contas todas, apresentei aqui para melhor compreensão de todos…

tsc
Visitante
tsc

Não precisava fazer isso tudo.

O saldo devedor final é igual a última parcela da amortização.

O pagamento final será 4000*0,02+4000

Tá de brincadeira quem fez essas contas todas..

Glaucomirai
Visitante
Glaucomirai

MEU AMIGO QUESTÃO 43 VAMOS LÁ:
PESO DA VIGA + PESO BLOCO = TRAÇÃO * SENO 60º LOGO
((24*10)/2) + 5*10= T RAIZ DE 3 SOBRE 2
120 + 50 = TRAIZ DE 3 SOBRE 2
170*2=TRAIS DE 3
T=340/RAIZ DE 3
T=340/1,7
T=200

João
Visitante
João

Essa é a solução que resolve a questão, porém achei essa questão muito traiçoeira. O desenho nitidamente passa a sensação que no ponto que você chamou de O existe um engaste. Assim, o momento ali não poderia ser igual a zero. No enunciado ele diz apenas que a viga está em equílibrio… ou seja, deixa aberta a possibilidade do engaste estar ali.

Alexabf7
Visitante
Alexabf7

A questão 43
Na figura, mesmo sem a questão mencionar, existe força de reação entre a parede e a viga horizontal no ponto que chamamos O, e para fugir dela, façamos o somatório dos momentos das forças verticais em relação a esse ponto igual a zero, pois há equilíbrio:
Ty=Ta.sen 60°; L= comprimento da viga horizontal; Mv=240Kg; Mb=5Kg e 3^0,5=1,7
Somatório das Fy = 0
Ty.L – Pb.L – Pv.L/2 = 0
Ty = Pb + Pv/2
Ta.sen 60° = 50 + 240/2
Ta.1,7/2 = 170
Ta = 200N

Dadovitbentes
Visitante
Dadovitbentes

pessoal, vcs fizeram a q43 deste concurso?
da 200N msm?
ja fiz varias vezes e da 340N.

Alexabf7
Visitante
Alexabf7

Dados: C = R$ 12.000,00; n = 3 e i = 2% a.m.
Temos: M = C(1+i)^n; J = M – C e Taxa de amortização = C /n.
No sistema de amortização constante (SAC) o valor da prestação que se paga é igual à taxa de amortização + os juros compostos do saldo devedor anterior a essa prestação:
Nº da prestação   Taxa de amortização      Juros     Parcela          Saldo devedor
       0                    4.000,00                                                 12.000,00                      
       1                    4.000,00              240,00    4.240,00            8.000,00
       2                    4.000,00              160,00    4.160,00            4.000,00
       3                    4.000,00                80,00    4.080,00                 0,00

Logo, a última parcela é R$ 4.080,00 alternativa (B).